Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...





Cá temos a prova de que não é com museus e “montanhas” de dinheiro que se leva a cultura ao povo.  A  Junta de Freguesia de S. Bartolomeu de Messines relembra João de Deus, com o espectáculo de leitura de poemas e música:  “Entre palavras e música”, no dia 10 de Março, pelas 21 horas, no Auditório da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Messines.

 

Esta é uma iniciativa conta com as presenças do Professor António Cândido Franco e do músico Eduardo Ramos. Está inserida no Programa das Comemorações do 177º aniversário do poeta e pedagogo messinense, João de Deus.

 

Louvável a iniciativa da Junta de Freguesia e a colaboração da CCAM. E bem a propósito destas duas instituições lanço aqui uma ideia ao José Vitor: Devolver à memória de Francisco Vargas Mogo e da família tudo o que fez pela freguesia (e não só). Julgo que o nome numa rua não é suficiente.

 

Bombeiros, Casa do Povo, Junta de Freguesia, CCAM, Messiaco, etc… etc… Tudo o que foi feito em prol da nossa freguesia nas últimas décadas teve – directa ou indirectamente – o dedo de Francisco Vargas Mogo. Na minha adolescência cheguei a embarcar em “contos” de terceiros e a agir de forma critica em relação a essa figura messinense. Mas os factos e a verdade prevalecem sempre sobre a intriga e a mentira. Hoje sou dos que nutre uma profunda admiração pela obra deste homem. Ideia lançada…

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Sem imagem de perfil

De PZ a 28.02.2007 às 21:12

Amigo Paulo
Parece que os seus blogues tem ajudado a agitar as águas. Estando o amigo a viver em Albufeira que interesses o movem?
Já vi que o seu problema não é com o PSD porque ao que consta ai onde vive é apoiante de Desidério Silva. É seu familiar?
E Isabel Soares. Que mal lhe fez?
E porquê nunca atacar os comunistas?
Não consigo entendê-lo. Sinceramente!
Imagem de perfil

De euviumsapo a 01.03.2007 às 21:42

Palminhas , mãos ao ar, nestes anos de comemorações do Poeta e Pedagogo, nunca que ninguém fez uma leitura de poemas com música, mas ninguém mesmo, parabêns pela ideia deveras inovatória da Junta de Freguesia de São Bartolomeu de Messines, é esta e a romagem à estatua pelas escolas da freguesia, vamos lá inovar e para o ano no 8 de março faremos uma excursão ao panteão e as criancinhas levam um malmequer e um margarida para colocar no tumulo do nosso ilustre Poeta.
Falemos então da Grande Figura de Francisco Vargas Mogo, e quando digo Grande, faço-o porque foi deveras uma grande homem em tamanho, em acções, em postura. Se Messines tem as infraestruturas que tem a este grande homem o deve, acrescento a todas as entidades que enumerou , o Jardim Escola João de Deus e a Casa Museu João de Deus.
O Sr Vargas não era um homem a quem pudessemos ficar indiferentes , foi um homem de uma paixão extrema pela sua vila, foi um lutador, um empreendedor, um sonhador, um Homem com uma visão de futuro objectiva e concreta, com metas muito bem definidas, um Messinense que viveu sempre na linha da frente .
O Facto da vila de São Bartolomeu de Messines ter ficado denominada no mapa de Portugal a este excelente homem o deve.
Sem imagem de perfil

De rato donald a 01.03.2007 às 22:30

Se Messines desenvolveu alguma coisa desde o 25 de Abril não foi de certeza Às custas dos partidos locais nem da CMS. Não fosse XV e Messines hoje seria a pior terra do algarve.
Xico Vargas é que devia ter uma estátua, não o João de Deus.
Sem imagem de perfil

De gabriela rocha martins a 04.03.2007 às 19:28

hesitei ,muito ,antes de publicar este comentário .e fi.lo por variadíssimas razões .primeiro, porque admiro a coragem do autor deste blogue. segundo, porque, ao contrário do que possa parecer, não gosto de polémicas .mas não fujo ,e ,quem me conhece sabe que assim sou, ao reconhecimento da verdade por muito que a mesma doa ... mas ,infelizmente ,o que mais dói é a memória curta de algumas pessoas.
por amor de deus, Paulo! o que a Junta de Freguesia de São Bartolomeu de Messines faz ,este ano, no dia 10 de Março ,tem a Casa Museu João de Deus feito ,amiúde ,ao longo dos últimos dez anos de existência .e tem.no feito ,sempre ,em colaboração e com o apoio da população de S. Bartolomeu de Messines ...

segundo .ao contrário do que, o meu Amigo, afirma ,as infraestruturas culturais são tão necessárias quanto outras .e sabe porquê? porque assim como necesiatamos de pão para a boca, também necessitamos de alimento para o espírito .mal da sociedade que se limita a vegetar ... e a gozar o prazer de mal viver .vejamos! foi com a ignorância de um povo que Salazar governou ao longo de 48 anos .é essa estupidez crónica, é esse analfabetismo .é essa medicridade que o meu Amigo deseja para os seus conterrâneos? eu não! desejo para todos nós os que vivem e trabalham no Concelho de Silves ,projectos e ingfraestruturas culturais que nos permitam ver bom teatro... ouvir muito bons concertos ... gozar bons momentos de Poesia ... ter alojamentos para ARTISTAS, nacionais e estrangeiros, aqui virem e aqui ficarem. educação atrai cultura e vice.versa. ninguém nasce ensinado e ninguém aprende a gostar o que nunca provou... mas quando prova, ninguém prescinde do muito bom e do óptimo. é isso que desejo para os meus conterrâneos...

terceiro .gostaria de poder alimentar o nosso espírito colectivo com o que encontro em pequenas cidades e vilas quando saio deste marasmo estupidificante e desta imbecilidade crónica
por isso ,ao contrário do que afirma e defende ,quero para São Marcos da Serra uma boa estalagem e um museu vivo ,agregador de jovens e de novas experiências .que seja capaz de pegar nos chamados "meninos de rua" ,aqueles que têm de passar os seus dias fora de casa porque os pais trabalham, e se vêem, por tal ,entregues a si mesmos e às portas de uma marginalidade latente ,capazes de serem inventores dum projecto lúdico-cultural que os preencha ... não é por acaso que jovens ,hoje já com 17 e 18 anos ,mas que começaram a frequentar a Casa Museu João de Deus aos 10, ainda por lá passam ,que mais não seja para namorar ... tem dúvidas? então tire.as ,visitando algo que ,quase aposto ,ainda não conhece ...isto ,meu Amigo, permita.me a imodéstia ,é que é comemorar João de Déus ... não é fazer uma conferência no dia 10 e esquecê.lo nos restantes dias do ano... afinal, de que serviu a vertente pedagoga de João de Deus? esquecem.se que não foi apenas o poeta popular e o boémio ... João de Deus foi ,acima de tudo ,O Pedagogo!
não gosto de falar de mim e muito menos das experiências a que estou ligada ... mas ,sinceramente, reajo muito mal a espectáculos de fogo fátuo.
e se coloquei este comentário é porque admiro, muitíssimo, todas as pessoas com quem tenho o privilégio de trabalhar e que permitem e de há muito têm viabilizado um projecto cultural e museológico credível e que ultrapassa a mediocridade .ou ousa negá.lo?
por isso ,vivam os Museus .
Imagem de perfil

De Paulo Silva a 04.03.2007 às 23:45

Caríssima,

Antes de mais deixe-me dizer-lhe que não deveria ter hesitado em escrever e partilhar a sua opinião.

Tem razão em quase tudo o que diz. Só não entendo onde foi buscar a ideia de que eu estava contra, ou não reconhecia, o importante papel da Casa Museu João de Deus.

Tem toda a razão quando diz que o desenvolvimento se faz educando e investindo na valorização intelectual das pessoas. Não acredito é que um plano de desenvolvimento baseado na cultura seja viável quando falta tudo o resto. As casas não se começam pelo telhado.

Quanto a São Marcos. Faz muito bem em viajar. Eu também saio daqui sempre que posso e tenho a preocupação de conhecer a parte não turística dos paises por onde passo. É mesmo por isso que lhe digo e volto a dizer-lhe: A estalagem em São Marcos da Serra é um erro crasso, económicamente falando. Para as gentes de São Marcos... mal não faz, é verdade. Também não fazia mal construír por lá uma Marina...

Parabéns pelo seu excelente trabalho nessa instituição que me merece todo o respeito e por toda as suas iniciativas em prol desta comunidade. Falo muito a sério.

Comentar post





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...