Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...





Anjinhos

21.09.12

Uma coisa que me surpreende é que, apesar de tudo o que vivemos nas últimas três décadas, continuamos a ser “anjinhos”! Leio na primeira página do “Terra Ruiva” que “Praia Grande chega a Cavaco Silva” e, apesar de compreender perfeitamente a posição de um jornalista perante esta situação, não posso deixar de pensar que, entre os leitores, uma grande quantidade de “almas” irão dormir mais descansadas na esperança de que o Sr. Presidente da República tome o partido da inviabilização daquele atentado.

Não é que queira retirar a essas “almas” a esperança, mas só a falta de informação e a ingenuidade justificam que alguém neste concelho acredite numa solução vinda de Cavaco Silva. O projecto que ali nascerá (a não ser que uma nova revolução aconteça) é uma verdade mais absoluta do que a matemática. A empresa por trás do projecto emana do BPN e conta com a liquidez que os 4.8 mil milhões de euros dos contribuintes lá injectaram. O BPN, esse mesmo banco que deu a Cavaco o conhecido “jackpot” e muito provavelmente outros ainda maiores que não conhecemos. O mesmo BPN que teve nos seus quadros praticamente toda a geração de políticos que rodearam Cavaco nos seus dourados anos do betão e dos CCB’s. Provavelmente Cavaco até terá comissão no projecto.

Já sabemos que Isabel Soares, Rogério Pinto e Fernando Serpa vêem inegáveis qualidades no projecto e tudo farão para que vá em frente. Não pelo emprego, não pelo concelho… mas sim porque estão em jogo 30.000.000 de euros de taxas e licenças que a autarquia arrecadará. Com esse dinheiro (o equivalente a mais de 1 ano de receitas do concelho) este tipo de políticos, que nos trouxe a este estado de coisas, manterá o poder, o séquito, o concelho a viver acima das suas possibilidades sem nada produzir, sem ter que mexer uma palha ou ter uma ideia… e no final sairão com o bolso cheio directamente para a administração da Algar, da Docapesca, das Águas do Algarve ou doutro qualquer sorvedouro pago pelos contribuintes.

Para eles tanto lhes dá se o destruímos o património natural, se liquidamos as aspirações das gerações futuras, se concordamos ou não. O importante são as suas carreiras, os seus partidos e as suas ligações com os poderosos… A nossa história recente tem sido a repetição desta cassete.

Seria interessante perceber a posição do PCP e do BE (desde já me disponibilizo para aqui divulgar essas posições, caso queiram enviá-las para paulo.silva5@sapo.pt ) e ver se, enquanto eleitores temos quem nos defenda. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.09.2012 às 10:23

A CDU é a favor da construção do empreendimento na Praia Grande
Sem imagem de perfil

De Manuel Ramos a 23.09.2012 às 00:48

Assim fica a resposta:
http://vereadordacdu.blogspot.pt/2008/01/espao-informativo.html
Sem imagem de perfil

De Xavi Afonso a 22.09.2012 às 15:57

O negócio vai fazer-se mas mais uma vez vamos assistir ao contorcionismo político do Dr. Fernando Serpa. Interessa-lhe dificultar as coisas enquanto advogado, interessa-lhe garantir a obra enquanto futuro presidente, interessa-lhe que tudo não passe do papel enquanto futuro vereador. Ufa! Ser um malabarista não é fácil.
Sem imagem de perfil

De anonimo a 22.09.2012 às 17:36

Futuro Presidente Fernando Serpa, seria o 3º Milagre de FÁTIMA.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.10.2012 às 23:26

Qual será a alternativa?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 08.10.2012 às 14:12

assino por baixo...
Sem imagem de perfil

De marias a 03.10.2012 às 22:44

1 - Será que essas receitas serão mesmo cobradas, entrarão nos cofres do município e contribuirão para uma melhoria efectiva da qualidade de vida no concelho?
2- Há mercado para este projecto no quadro económico em que nos encontramos?
3 - Quem irá suportar as despesas com as infra-estruturas comuns previstas para os próximos 5 anos: a falida câmara ou a junta de freguesia de Pêra? é que ao que consta nem há meios para assegurar a recolha de lixo ou a limpeza das ruas já existentes...
4 - finalmente, ao que consta não há €€€ o promotor apenas se propõe a construir infra-estruturas básicas durante os próximos 5 anos! espero q não seja mais um empreendimento fantasma a ser mantido pelos contribuintes e em nada contribuindo para o progresso das regiões...

Comentar post





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...