Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...





A construção do “mamarracho” na Praia Grande continua a revelar-se uma anedota. O PS Silves, ou melhor dizendo o “Partido do Serpa”, desespera pela aprovação do projecto, enquanto o PS Algarve questiona a Ministra do Ambiente sobre o impacto ambiental do mesmo.

Mas porque razão o mesmo partido político tem duas posições diferentes sobre o mesmo assunto?! Há quem arrisque dizer que no PS Algarve ninguém, profissionalmente, representa os proprietários daqueles terrenos… já em Silves aguardamos esclarecimentos sobre que advogados têm representado essas pessoas. Acresce dizer que, contando com o “ovo no cu da galinha”, os 45 Milhões de euros em taxas, licenças e impostos fazem muito jeito a quem já fala como presidente da Câmara.

Recentemente o PS Silves anunciou uma sessão de esclarecimento sobre o assunto… convenientemente marcada para uma segunda-feira às 15H, para garantir que quem trabalha não poderia estar presente. Nem sei o que se passou nessa sessão porque sou dos que trabalha e não me posso dar ao luxo destas coisas. No blog do candidato, tal como no blog do partido exclusivo do candidato, não existe nenhuma informação sobre o resultado da sessão. É estranho, tendo em conta o entusiasmo que colocaram no anúncio da mesma.

Certo, certo é que os exemplos chamados “Herdade dos Salgados” e “Amendoeiras Golf Resort” estão a escassos quilómetros, demonstrando que destruir aquela zona única no Algarve e no país terá como único efeito afundar ainda mais o concelho. Como já aqui disse (ver post), a oferta de hotéis com “piscinas” é “mato” no Algarve… já a oferta de praias virgens e dunas imaculadas é algo que escasseia e nas mãos de alguém com visão poderá tornar-se na “galinha os ovos de ouros” de um concelho inteiro.


Post scriptum: Luís Brás, um dos responsáveis pela Associação ALMARGEM seguiu o link colocado no texto acima, que o levou ao post anterior sobre a Praia Grande, e respondeu a um dos comentários de Luís Ricardo. A resposta parece-me de interesse comum e não é merecedora de ficar esquecida na timeline deste blog, por isso decedi acrescentar esse texto a este post. Cá vai:


Caro Luís Ricardo,
No exercício do direito de resposta, em nome da Associação Almargem, à qual creio que erradamente se referiu no seu post como Grupo, convido-o desde já conhecer melhor as posições defendidas por esta associação relativamente a Praia Grande (Silves), onde se incluem a Lagoa dos Salgados (Ribeiras de Espiche/Vale Rabelho ) e os Sapais da Ribeira de Alcantarilha, e as quais visaram sempre a defesa dos valores naturais em presença. 
Importa-me ainda comentar algumas afirmações por si efectuadas, as quais entendo carecerem de correcção, e que esperamos possam contribuir para uma melhor compreensão deste assunto, a saber:
 Apesar do seu carácter parcialmente artificializado, a Lagoa dos Salgados apresenta uma elevada importância ecológica enquanto reservatório de biodiversidade, albergando valores naturais relevantes para a conservação, particularmente ao nível da avifauna aquática, valores esses reconhecidos comunitária (Directiva Aves) e internacionalmente, mas também do ponto de vista paisagístico.

 Nas duas últimas décadas, a construção de uma pista de aviação, e posteriormente de um campo de golfe dentro da área inundável da lagoa, reduzindo a sua capacidade de retenção, e o aumento da afluência de água proveniente de descargas de Estações de Tratamento de Água Residual - ETAR de Pêra e da Guia, concorreram simultaneamente para a alteração significativa do balanço hidrológico da lagoa e da qualidade da água lagunar, traduzidos, respectivamente, no aumento da frequência dos episódios de abertura da barra e na diminuição da qualidade da água da Lagoa dos Salgados;
A resolução do problema da qualidade e do abastecimento da água da Lagoa dos Salgados dependeu durante muito tempo da descarga do sistema de águas residuais – concretamente da ETAR de Pêra. Tendo em conta a classificação da Lagoa como ‘Zona Sensível’ (desde 1998), que por força da aplicação da Diretiva Comunitária das Águas Residuais, obriga a tratamento superior ao secundário para sistemas de descarga de AR com mais de 10 000 habitantes, bem como a fraca qualidade do efluente tratado naquela, tornou-se necessário proceder a uma melhoria técnica dos sistemas de tratamento; 
 Com vista à melhoria do sistema de tratamento intermunicipal dos concelhos de Albufeira, Silves e Lagoa, e não propriamente para salvar a Lagoa, foi firmado um protocolo de execução de um projeto conjunto de interceção e tratamento de águas residuais que permitiria a construção de uma nova ETAR para servir 130 000 habitantes e a desativação da ETAR de Pêra, da ETAR da Orada (dispõe de tratamento secundário e emissário submarino), da ETAR da Galé (que dispõe apenas de tratamento preliminar e emissário submarino) e da ETAR da Guia (a descarregar na ribeira de Espiche, afluente da Lagoa dos Salgados); 
Em 2005 foi submetida ao procedimento de Avaliação de Impacte Ambiental o projeto da ETAR Intermunicipal Poente de Albufeira, o qual se propunha substituir os sistemas municipais anteriormente referidos, e cujo projeto previa que a descarga das águas residuais fosse efetuada no mar, por emissário submarino, que parte do efluente fosse reutilizado na rega de campos de golfe e que fosse igualmente avaliado o impacte das descargas na Lagoa dos Salgados. A ETAR entrou em funcionamento em 2009, tendo-se verificado uma melhoria significativa na qualidade da água da lagoa.
Por último, faço notar que a Almargem expôs já por várias vezes as suas preocupações sobre este assunto junto das entidades nacionais e comunitárias, tendo ainda participado na Discussão Pública do Plano de Pormenor da Praia Grande, ao qual deu um parecer negativo sobre o mega-projecto previsto.

Luís Brás

Podem ver o contexto deste comentário clicando neste ink.

Autoria e outros dados (tags, etc)


16 comentários

Sem imagem de perfil

De Luís Ricardo a 01.12.2012 às 13:33

Sr. Luís Brás, fico muito triste por você e a associação que diz representar: "Almargem" proferirem tamanhas barbaridades sobre uma crime ambiental, que o que vocês chamam "Lagoa dos Salgados". Essa pseudo-lagoa é uma criação da Câmara municipal de Silves: que durante mais de 15 anos não investiu um avo na reparação da ETAR de Pêra, que durante esse período até à sua desactivação não esgotos nenhuns, fazendo unicamente a sua decantação, despejando os esgotos no sapal do pichôrro -onde não foi construída nenhuma pista de aviação, mas simplesmente utilizado para o efeito esse espaço, por ser plano e seco - que matou toda a vida da Boca da Alagoa, uma maternidade piscícola riquíssima e hoje completamente senil. O grupo económico pela construção do golfe dos Salgados, que vocês: "Almargem" têm apoiado atá à exaustão: sabe-se lá por quê! Sabia que uma das condicionantes para construção do campo do golfe, era a reutilização das águas residuais da referida ETAR/Pêra; -as primeiras regas mataram a relva - dada a forma irredutível da presidente Isabel Soares em em requalificar e reparar a dita ETAR, viram-se obrigados a construir junto da ETAR uma pequena unidade de tratamento dos esgotos a serem utilizados na rega - tratavam cerca de 1/3 dos esgotos que ai circulava - o resto era despejado para o sapal, valas de drenagem, Ribeira de Espiche e Boca da Alagoa; sobre os mesmos e sobretudo em períodos de aumento de temperatura, eram despejados produtos químicos para apaziguar as infestações de mosquitos e o mau cheiro insuportável - perguntem aos proprietários do apoio de praia da Praia dos Salgados quantas noites tiveram que fechar o estabelecimento em pleno verão, por ser impossível ai permanecer com a infestação de mosquitos - Parte dos esgotos são bombeados - sem tratamento - através de uma estação de bombagem edificada no golfe, para um emissário submarino que os despeja a 200m da costa. Em períodos de maior intensidade de resíduos urbanos/esgotos, em que a estação de bombagem não conseguia bomba los- ainda abriram o cordão dunar, mandando a porcaria directamente para o mar - a bronca foi muita; a praia ficava verde, as águas negras e os mosquitos infestavam a beira-mar - com o prestimosa colaboração da extinta Direcção Regional do Ambiente, hoje ARH Algarve, colocaram bombas submersíveis no caudal de esgotos e com tubos passados através das dunas, durante a madrugada e noite, esgotavam para o mar os esgotos incomodativos para os utentes do golfe. Hoje, ainda se faz muitos destes crimes, apesar da ETAR da Guia funcionar melhor que a de Pêra; mas basta passar nas proximidades da estação elevatória e das valas de drenagem para verificar que ai passa muito esgoto sem ser tratado. O campo de golfe foi regado durante muito tempo com ligações clandestinas à rede pública de águas. Se quiser digo-lhe onde estão essa ligações!
Que raio de defesa ambiental vocês defendem!
O projecto da Finalgarve - que tem a primeira versão em 1970 pelo seu promotor: Leon Levy, proprietário da Vila Lara - o que é que tem a ver com a estrumeira dos Salgados e a monstruosidade urbanística Carlos Saraiva/BES? eu sei! não arranjar concorrência e procurar vender os mamarrachos construídos nos Salgados . A vida que há na estrumeira dos Salgados, em que os patinhos comem a merda em suspensão é como a porcaria das lixeiras públicas - felizmente desactivadas - só que esta é liquida. Sabe porque é que as Praias de Grande e Armação de Pêra, não têm o galardão Bandeira Azul? têm a areias e águas bacteriologicamente contaminadas!!!! Este combate é que deveria ser o vosso! mas não dá empregos nem subsídios.
Sem imagem de perfil

De Luís Ricardo a 01.12.2012 às 15:06

Sr Luís Brás, continua com inverdades e a mistificar uma não realidade quer vender como se fossem verdades e realidades históricas.
No sítio onde hoje está a estrumeira dos Salgados, nunca houve qualquer lagoa - consulte a Carta Militar de Portugal nr 604 - aquela zona só era inundada em períodos de grande pluviosidade e enquanto as valas de drenagem não escoavam as águas da chuva para a Lagoa da Boca da Alagoa, junto ao cordão dunar e até a mesma ser aberta ao mar, situação que acontecia 3 a 4 vezes por ano, tal como a Lagoa de Armação de Pêra/Ribeira de Alcantarilha. Nunca ai se construiu qualquer pista de aviação; adaptaram-se os Salgados, que nos meses de Estio estavam sempre secos e planos para ai fazer uma etapa da Volta a Portugal em avioneta. Os Salgados de Armação de Pêra/Alcantarilha eram utilizados para a prática de futebol, por terem as mesmas características. O resto das suas afirmações são só uma tentativa esfarrapada de esconder os porquês da defesa de tão grave crime ambiental...eu sei o porquê! mas fico por aqui...continuem a enganar incautos a olhar para as avezinhas para esconder os interesses que estão traz. Sobre as classificações ecológicas e outras: são feitas a pedido e por catalogo...conforme o promotor e os interesses em jogo. Vocês prestam-se bem a isso ...fazem a chamada "dignidade ambiental" feita por "ambientalistas!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.12.2012 às 21:53

Muita conversa e poucas soluções apresentadas. Pensava eu que tinham trocado a relva inicial do golfe dos Salgados por causa da salinidade do ar, mas afinal foi por causa do sal do mijo. Provavelmente a relva BERMUDA, que semearam depois, é apenas mais resistente à salinidade da água dos esgotos.
Claro que a lagoa dos salgados era apenas sazonal e que no verão só existia a "boca da alagoa". Para onde quer Luís Ricardo que vá a água dos esgotos? Achará Luís Brás que a água na lagoa só deve servir para deliciar patos e outras aves? Será que ambos acham que a água não é um bem escasso e que,como tal não deve ser reutilizado? António Duarte
Sem imagem de perfil

De Luís Ricardo a 01.12.2012 às 15:11

Sobre o conteúdo do post: é um problema que o sr. Paulo Silva tem que resolver consigo e o seu inimigo de estimação: PS e Fernando Serpa.
A não ser que o imobiliário da urbanização dos Salgados faça parte do seu portefólio de agente imobiliário.
Imagem de perfil

De Paulo Silva a 01.12.2012 às 16:58

Não, não fazem parte do meu "portefólio", até porque se tratam de imóveis para "tubarões". No entanto fazem parte do meu dia-a-dia, uma vez que vivo nessa zona e é por lá que os meus filhos irão crescer.
Sem imagem de perfil

De Luís Ricardo a 01.12.2012 às 18:40

Então era bom que tivesse cuidado com as crianças, pois essas águas infectadas são perigosas para a saúde e há uma tendência natural das crianças irem brincar na parte da lagoa junto das dunas/praia. Não os ponha expectantes a admirar os patinhos, que podem querer brincar na mesma água.
Imagem de perfil

De Paulo Silva a 02.12.2012 às 20:04

Agradeço e prometo que terei cuidado. Mas note que não é a Lagoa que mais me interessa, é toda a zona de dunas, de ribeiras e de praia... "dourada em tempos".
Sem imagem de perfil

De Maria José S. a 02.12.2012 às 18:42

Tenho acompanhado aqui a verborreia do Sr Luís Ricardo e começa a enervar-me a sua tendência para achar que todos estão ao serviço de interesses, menos ele e e esse mercenário que o meu partido de sempre se prepara para mandar a eleições. Primeiro foi o Arq Pascoal Santos, que ia para a câmara por interesse. Depois foi o Sr Paulo Silva que defendia os Salgados por interesse ao mesmo tempo que por interesse atacava o Dr Serpa, depois foi o Eng. Luís Brás que também defende a preservação da Lagoa e sabe-se mais o quê por interesse. Pelos lados de Armação também são conhecidos os seus ataques a várias pessoas, nomeadamente o presidente da Junta, sempre alegando o interesse. E o Sr. Luís Ricardo? Que interesse tem? Já tinha idade para ter juízo.
Imagem de perfil

De manuelfernandes9 a 02.12.2012 às 19:42

Mas que interesse é este em condenar o homem por ele dizer que os outros têm interesses ? Querem lá ver que o homem tem razão e isto é tudo um jogo de interesses.Com a idade não ganhou juizo
mas perdeu o interesse e agora não se cala por causa dos interesses de outros....Não compreendo onde está o interesse nisso nem qual é o meu interesse em comentar os interesses dos outros.
Imagem de perfil

De Paulo Silva a 02.12.2012 às 20:01

A mim o que me "interessa" é ver os vossos comentários e opiniões... Não me parece que ninguém por aqui esteja a exagerar (tirando eu, evidentemente :) )
Sem imagem de perfil

De Luís Ricardo a 03.12.2012 às 09:06

E a Sr.ª Maria José que interesses a movem ? ou flutua sempre como a cortiça sujeita às influências de "caixa de ressonância"e domesticadoras da "patroa"?
Eu sei que a incomodo, a minha idade, e a minha vida sempre me deram capacidade para pensar por conta própria e ter ideias e convicções! não vivo de convencionalismos nem subserviências.
Nem recebo lições nem saberes de quem nem sabe nem age por ideias próprias.
Peço desculpa por não fazer referência aos títulos académicos das figuras aludidas; porque não me reverencio, nem lhes reconheço, só po si, certificação técnina ou de honorabilidade.
E se verticalidade lhe resta, podia aproveitar para explicar: que o projecto Praia Grande é apadrinhado pela Câmara de Silves! que foram técnicos da Câmara que confirmaram as descargas ilegais de esgotos urbanos na Ribeira de Alcantarilha - prática criminosa a que este projecto pretede por fim. - que na sessão de Câmara pública em 8/11, quando da discussão do projecto Praia Grande, não apareceu lá nenhum membro da "Almargem" a defender a Lagoa de esgotos dos Salgados, e que na Assembleia Municipal do passado dia 26/11, o projecto foi aprovado só com os votos a favor da bancada PSD e mais uma vez sem qualquer voz do "Almargem".
Sobre o se arvorar em procuradora do Sr.º Presidente da Junta, deixe isso para os tecnicos do Tribunal de Contas, a quem cabe tais responsabilidades.
Sem imagem de perfil

De Maria José S. a 04.12.2012 às 14:42

Dá-me a ideia que se enganou na Maria José. Não sou quem você pensa. Mas se os interesses que o movem são em nome da sua herdeira continue lá com a empreitada que eu até gosto da rapariga. E que os interesses sejam em prol de uma vida melhor para ela e para a sua geração, e não em nome de um emprego pago pelos meus impostos.
Sem imagem de perfil

De Luís Ricardo a 04.12.2012 às 20:48

Dª Maria José: há ai muita perversidade e falta de ética.
Sem imagem de perfil

De chico a 03.12.2012 às 16:38

Pois eu não sei se o Sr Luiz Ricardo, tem ou não interesses, se se esqueceu, ou até se perdeu o inetresse.

O que sei é que ele põe nomes e datas aos factos, o que por si só tem bastante interesse. Mais, qu eme parece ter também razão no que diz, por revelar certezas e convicções e não "diz-que-disse", o que também tem muito interesse.

Enfim, de interesse em interesse, gosto de ler o que ele escreve, por norma têm-me parecido razóvaveis as suas opiniões e bem fundamentadas, o que também tem interesse.

cumprimentos
Sem imagem de perfil

De henriquinho a 03.12.2012 às 19:31

afinal o Sr . Paulo Silva quer que se discuta o projecto praia grande ou não??
o PS propõe essa discussão e o Sr . critica, mas se o PS não tivesse essa iniciativa o Sr . criticaria na mesma... sinceramente não compreendo.
há alguns post atrás elogiava a vereação socialistas pela posição que tinha tido no caso praia grande, agora critica... afinal, em que ficamos??? coerencia é necessária, e esse seu ódio de estimação pelo Dr. Serpa começa a afectar-lhe o juízo...
Eu que queria votar na lista independente que você propõe começo a ter dúvidas se será uma boa escolha, até porque ainda não vi uma proposta que seja séria por parte dos seus promotores, só sei que são contra o Drº Serpa e manifestamente não vou votar contra ninguém mas sim em alguém ou em algum projecto... aliás nem sei se existem, até porque o Sr . José Carlos Araujo ainda não se assumiu como candidato! e duvido que ele precise de interlocutores como o Sr Paulo Silva....
Imagem de perfil

De Paulo Silva a 04.12.2012 às 10:00

Caro “Henriquinho”,

Vamos por partes, como diria o Estripador:
1. Agrada-me a discussão do assunto, como aliás escrevi 3 comentários antes do seu. Agrada-me também que o PS proponha estas situações e assuma a agenda política do concelho. O que me desagrada é que o faça com 15 anos de atraso e nos moldes em que o faz. Dá a ideia que fomenta a discussão mas na realidade não está interessado nela.
2. Em nenhum post atrás elogiei a posição do PS sobre este assunto. No primeiro post em que mencionei esta questão referi que na verdade o PS votou contra o “mamarracho” mas lendo as actas entende-se que o fez por estar “preocupado com a defesa dos direitos dos proprietários do terreno”, nunca esteve preocupado com a protecção da última jóia do concelho.
3. Sobre o “ódio de estimação”, não o escondo. Em relação ao político tenho as maiores reservas. Nunca perdoarei que na altura de defender os interesses do concelho estivesse sempre ausente, muitas vezes até ao lado de Isabel Soares… apenas quando começou a ser necessário defender os seus próprios interesses colocou as “mãos na massa”. Isso para mim é o protótipo do político que tanto mal fez a este país…
4. Quanto à lista independente… acho que faz muito bem em querer votar nessa lista. Eu também quero. Como deve calcular as minhas opiniões e “ódios de estimação” são meus, e não reflectem a opinião de mais ninguém… muito menos de qualquer movimento. Não me compete a mim anunciar qualquer proposta do movimento independente, poderei dar as minhas opiniões sempre que solicitadas mas o movimento tem um líder que tem as suas ideias, os seus projectos e em quem eu confio. Como poderá constatar mais tarde eu sou, como muitos outros, apenas um apoiante que nem terá papel nas eventuais listas que vierem a concorrer a eleições. Não mudarei a minha forma de pensar nem as minhas opiniões por causa desse movimento, disso esteja certo.
5. Se o José Carlos Araújo entender ser o cabeça de lista do movimento saberá, tal como todos os outros, pela boca dele. Eu não sou porta-voz de ninguém nem me presto a esses fretes, como muito bem diz.
6. Volto a lembrar-lhe que este blog é um espaço meu com quase 8 anos de existência, não está nem nunca esteve ao serviço de mais nada que não seja a minha consciência. Se pessoas existem que lhe atribuem maior importância, problema delas.
Espero ter ajudado a dissipar algumas das suas dúvidas, e obrigado pelo comentário!
Um abraço,

Comentar post





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...