Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...





Uma das coisas que a chamada “maioria silenciosa” insistia em "gritar-nos aos ouvidos" era que, à excepção dos chamados partidos do “arco da governação”, não haviam em Portugal alternativas a PS, PSD e ao "complemento" CDS-PP. Isso reflectia-se depois na abstenção sempre crescente em Legislativas e na votação em massa nos “suspeitos do costume”, variando apenas a cor em função de quem estava no poder.

Nas próximas Legislativas vamos ter um cenário bem diferente. Haverá pela primeira vez alternativa. Tanto o PS, atolado numa luta interna vergonhosa que vai deixar marcas profundas, como o PSD, sujeito ao descontentamento gerado por 4 anos de políticas duras, vão ter que se preocupar com Marinho Pinto e com o "nobre" MPT. Marinho Pinto tem projecção mediática, tem um discurso populista que agrada ao centrão, é visto como alguém que sempre esteve contra os podres deste sistema político bipolar em que temos vivido e não hesitará em capitalizar o voto de protesto. O MPT é um partido sem características, sem ideais... que faz lembar uma "tinta-base", com a qual se pode fazer qualquer cor, dependendo do corante. O certo é que, consoante os adversários, e a forma como decorrer a pré-campanha, Marinho Pinto pode mesmo ser o mais votado, ficando depois no papel de escolher o seu “parceiro de governação”. Um cenário que tem tanto de tentador como de assustador.

Alguns dos mais argutos comentadores políticos que povoam a TV por cabo já dão conta do problema que pode estar para vir. Mas, a maioria continua entretida com os jogos de poder habituais sem vislumbrar que os tempos que correm são “solo fértil para a demagogia vir ao de cima e para os populistas aproveitarem”… 

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De António Duarte a 24.08.2014 às 17:10

Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará de fazer demagogia. Bastará continuar a falar mal das magistraturas judiciais e acrescentar a isso meia dúzia de verdades. Se ele também pudesse falar mal dos advogados, o resultado seria ainda maior.

Comentar post





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...