Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...



subscrever feeds



Resumo de 2009

29.12.09

 

 Jornal, televisão e blog que se preze chega ao fim do ano e faz uma retrospectiva do que mais marcante sucedeu. Ora o Penedo Grande não podia ficar para trás e aqui está um resumo daquilo que foi o ano 2010 por estas páginas:
A 6 de Janeiro a Câmara Municipal de Silves anuncia que irá receber do estado 15.000.000 de euros ao abrigo do “Programa Pagar a Tempo e Horas” e assim reduzir de 400 para 60 dias o prazo de pagamentos a fornecedores. Este dinheiro deu um “jeitaço” em ano de eleições pois permitiu convencer muitos “desconfiados” empreiteiros a trabalhar afincadamente, a poucos meses das eleições. Hoje sabemos que o dinheiro já acabou e não tarda voltamos aos 400 dias nos pagamentos a fornecedores.
Também neste mês o Penedo Grande voltou a denunciar o estado do “Jardim Perigo de Morte”, que por aquela altura juntava aos perigos que lhe conhecemos o aspecto típico de uma obra na Guiné-bissau.
Em Fevereiro o Pendo Grande fechou por uns dias para “descanso do pessoal” e aproveitou para remodelar o “layout” o que de imediato originou boatos sobre “pressões” para que o blog acabasse… nada mais errado!
Março começa com uma tentativa de mudança de atitude da minha parte: não criticar mais a Dra. Lisete Romão. É também o mês em que surge a petição para a colocação do nome “Jardim Francisco Vargas Mogo” ou “Praça Francisco Vargas Mogo” ao espaço que foi doado por esse Messinense com “M” grande. Por esta altura a Dra. Isabel Soares manda plantar estevas e mato na rotunda Messines – Algoz deixando a população da vila atónita com mais esta demonstração de desinteresse pela Freguesia. Em Março são também divulgadas as conclusões de um inquérito online feito aqui no Penedo Grande.
Talvez inspirados pelo “aroma de Abril” 4 silvenses, eu incluído, decidem tentar levar avante uma coligação de esquerda capaz de “salvar” este concelho de mais 4 anos de regabofe e tortura, que já surgiam no horizonte. Organizou-se uma petição e um jantar que reuniu ”altos dirigentes” de todas as forças políticas do concelho. A vontade esbarrou na líder do PS e na sua ambição pessoal. Ficou a tentativa e começou aqui a desmoronar a minha intenção de não criticar mais a Dra. Lisete Romão.
Em Maio prosseguem os esforços para a Coligação de Esquerda, com a ténue esperança de que o responsável pela Distrital algarvia chamasse à razão os “caciques locais” (mais tarde soubemos que a questão até passou ao lado de Miguel Freitas) e surgem imagens tristes sobre a realidade das escolas do concelho… o mesmo concelho que alimenta Museus inúteis e Teatros fechados.
Em Junho fui de férias e, tirando a Gripe A, quase nada se passou no blog.
Com o “cheiro” a eleições já no ar chegamos a Julho, o mês em que ficam definidos os contornos das autárquicas que se aproximavam (ou pelo menos pensávamos que ficavam definidos). O BE parecia ser a grande promessa que ai vinha.
O mês de Agosto trás de volta a dupla “Lisete/Serpa” demonstrando claramente que não haveria mudança nem apoio possível a este “PS” por parte daqueles que se preocupam com o concelho. Com os veraneantes chegam também os primeiros outdoors e folhetos políticos, ao mesmo tempo que Messines é notícia na imprensa nacional por causa da “piscina” em que se transformara o “tanque” do “jardim perigo de morte”. A fechar o mês surgem as primeiras promessas “estapafúrdias” de Isabel Soares na imprensa regional: a praia fluvial e o parque de campismo municipal de São Marcos da Serra.
Com as autárquicas à porta a presidente Isabel Soares começa o mês com uma “visita relâmpago” (e quase secreta) a Messines para inaugurar de uma assentada o “jardim perigo de morte”, o “museu dos trapos” e a rotunda da “esteva” (entretanto transformada em valado com oliveiras). Nos comentários do Blog Arménio Catatau “ataca” em força defendendo com unhas e dentes o seu “amo”. Na imprensa local a Dra. Lisete Romão afirma que faz “falta uma discoteca” para Silves poder ombrear com os concelhos vizinhos. O final do mês traz-nos a vitória do PS nas legislativas, uma vergonhosa derrota socialista no Algarve, onde perdeu metade dos deputados que tinha (havendo necessidade de “cozinhar” depois os lugares dos deputados fazendo a ex-Governadora Civil voltar à base) e o início da campanha a sério para as autárquicas.
O mês tão aguardado chegou e começa com a “javardice” que foi a entrevista de Aleluia Cherondo ao “Pasquim do Arthur”… a coisa prometia. Vieram as entrevistas dos candidatos à Algarve FM onde a grande derrotada, na opinião deste blog, foi a Dra. Lisete Romão, que optou por cavar maiores distâncias dentro do seu próprio partido na altura em que João Cardoso e Paula Bravo lhe ofereceram a hipótese de remediar as coisas. No cúmulo da “desavergonhice” Isabel Soares participa numa acção de campanha do Bloco de Esquerda no Algoz, deixando atónitos os bloquistas. Com a entrevista aos candidatos à junta de Messines ganha protagonismo a questão das lamas que resiste até à data das eleições. O dia 11 trás algumas novidades, para começar a grande surpresa chamada João Carlos Correia que entregou à CDU a Junta da Freguesia messinense. Em Silves o PSD perdia a maioria e nas hostes socialistas ficava a sensação de que com outros candidatos tudo teria sido diferente. O período pós eleitoral foi fértil em acusações cobardes e em “má digestão” na blogosfera…
A blogosfera atinge a efervescência… O PS Silves passa a ter blog, o Dr. Fernando Serpa e o CCOR fundam novos espaços e durante todo o mês são batidos recordes de comentários e visitas. Depois de uma passagem por Israel em trabalho volto a casa e dou de caras com o “fundamentalista” Artur Linha a “desancar” a senhora presidente de câmara no seu “pasquim” numa verdadeira “lavagem de roupa suja”. A meio do mês a direcção socialista em Silves demite-se deixando no ar a hipótese de mudança… hipótese essa que rapidamente se esfumou. O mês termina com uma triste crónica sobre o tratamento que este concelho dá às suas crianças, desta vez na “moderna vila de Algoz”.
O aproximar da quadra natalícia trouxe finalmente paz às hostes silvenses. Apenas o lince ibérico e a Fábrica do Inglês motivaram algum “bruaá” e prometem ser temas de eleição no próximo ano “blogosférico”.  A 27 de Dezembro o Penedo Grande atinge as 50.000 visitas únicas e 117.000 páginas visitadas cumprindo assim o objectivo traçado para este ano.
Foi, em resumo, um ano sem grandes novidades em que este blog cumpriu o seu papel, o que me deixou satisfeito. Quero agradecer a todos os visitantes habituais e desejar a amigos e inimigos que 2010 seja um grande ano para o concelho de Silves e para os silvenses. Este blog continuará por cá a reclamar a atenção e o investimento que Messines merece… isso vos garanto.
Felicidades… Abraços … e um óptimo ano 2010.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

FELIZ NATAL

21.12.09

Tal como é apanágio nesta altura do ano  (de que gosto particularmente) o tempo escasseia-me e a inspiração para assuntos políticos não abunda... peço desculpa pela ausência mas não podia deixar de vir aqui desejar a todos (sem excepção) um Feliz Natal! Espero que passem esta data em paz junto das vossas famílias e que tudo corra muito bem! 

 

Abraços e saudações! Deixo-vos uma imagem recolhida no Centro Nacional de Reprodução do Lince Ibérico...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Volto aos registos, que tanto irritam alguns dos meus camaradas, para a posteridade:
- Já diz o povo que “não há fome que não dê em fartura”… Durante 12 anos ninguém sabia o que andavam a fazer (em alguns casos até quem eram) os Vereadores do PS Silves, mas agora, de repente, tudo mudou: temos dois blogs (este + este), comunicados, “press releases” e até páginas inteiras de “pura consciência política” no “pasquim do Artur”. Tudo isto a somar a uma “aparente” predisposição, já comentada nos meandros, para finalmente fazer oposição. Bem hajam, meus senhores.
Como as pessoas são as “mesmas” o que será que as fez mudar de ideias? Terão tomado algum “genérico” de “Viagra Político”?! Seja o que for é de saudar e aproveito a deixa para dois pedidos aos senhores vereadores: arranjem forma de resolver o problema dos utentes dos autocarros de Messines ainda no decorrer deste Inverno e informem-nos de quanto irá custar ao município esta “brincadeira” do Lince Ibérico… para que todos saibam quanto custa cada “bichano” aos cofres da câmara.
-A EXTREMOSUL apresentou o projecto da sua sede no dia 13 de Novembro. Foi fruto de um acordo entre o anterior presidente de junta e a direcção daquela Associação. O espaço nascerá nos terrenos do Estaleiro da Junta e quando estiver concluído será motivo de orgulho de todos nós. Arrisco dizer que essa Associação colocará Messines no mapa e poderá muito bem vir a ser a referência da freguesia.
Ouço os rumores de que algumas pessoas não concordam com a cedência do espaço à Associação. É natural, não podemos concordar todos com as mesmas coisas… o que é fundamental é que se respeitem os acordos e se ouçam as pessoas.
- “Terrorismo político” era coisa que não se via desde o PREC, e que eu pessoalmente não julgava possível. Chamadas cruzadas, “pirataria informática”, “espionagem”, “contra-informação” e até “falsificação de propaganda”… tudo isto se tem passado na nossa “pacata vila”.
Parece-me que o “mau perder” tem limites e não auguro nada de bom se as atitudes não mudam drasticamente. Até me faz confusão que pessoas inteligentes insistam em fazer papel de “atrasados mentais”. Espero que isto termine com o espírito natalício e que não seja necessário voltar ao assunto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Não sei o que vocês pensam disto mas a mim esta história do Lince Ibérico deixa-me o estômago às voltas. É indiscutível que se invista na preservação da espécie, só não sei se era preciso gastar tanto dinheiro, que não temos, nisso.
O trabalho mais importante (assegurar a sobrevivência da espécie) está feito. Foi assegurado pelos espanhóis. Agora trata-se de potenciar o seu regresso ao habitat natural, na Serra de Silves e na Malcata. Será que para isso é necessário todo aquele aparato e todos aqueles “políticos” importantes em romaria ao local?! Começa a parecer que anda por ali muita gente a “mamar” e não creio que o comum mortal entenda claramente porque se gasta tanto dinheiro com os “gatinhos” quando o concelho, o Algarve e o país estão no estado em que estão.
E fica a farpa aos "nuestros hermanos"... com o presunto e os enchidos (que dão um dinheirão) a designação "ibérico" é exclusivo espanhol. Com o lince já podemos usar a designação! Artistas, não?!

A propósito de espanhóis, e desta coisa das designações dos presuntos, deixo-vos aqui umas imagens que captei em 2005 numa feira imobiliária em Londres. Mostram bem que somos um povo de brandos costumes que "come e cala".

 

Os presuntos são "Ibéricos" e ái de quem use a designação, mesmo sendo Portugal um país ibérico e mesmo sabendo nós que os grandes produtores espanhóis compram no Alentejo parte dos porcos que vendem como "ibéricos". Já o Algarve, que é território 100% português, é usado pelas imobiliárias espanholas sem qualquer pudor. Isto dava um belo "sketch" dos Gatos... ("postado" a 1 de Dezembro)

Autoria e outros dados (tags, etc)




Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...



subscrever feeds