Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...



subscrever feeds



Autoria e outros dados (tags, etc)

Mad Max real

28.11.11

Dimitri Orlov é um engenheiro Russo que há muitos anos sustenta uma teoria sobre o colapso da nossa civização. Imagino que o resultado final daquilo que Orlov antvê será uma espécie de "Mad Max" real. Deixo aqui os 5 estágios para o colapso:


1. Crise financeira: Perde-se a fé no sistema financeiro. Começamos a ter a sensação de que os nossos activos financeiros não estão assegurados. As instituições do sector começam a degradar-se, e torna-se cada vez mais difícil o acesso ao crédito.

2. Crise económica: Começa-se a duvidar da eficácia dos mecanismos do mercado. O dinheiro desvaloriza-se ou torna-se escasso, as empresas comerciais entram em dificuldades, e começam a sentir-se na pele as dificuldades do dia-a-dia. Aumenta o desemprego.

3. Crise política: o Estado deixa de ser visto como a garantia da ordem social. Os governantes deixam de ter legitimidade. A democracia associa-se à incapacidade governativa, e fica em risco.

4. Crise social: O estado social deixa de garantir subsídios e protecção social. O serviço nacional de saúde desagrega-se. As reformas baixam ou perdem valor. Começa a aparecer a ideia do "salve-se quem puder".

5. Crise cultural: Perde-se a fé na solidariedade dos seres humanos. Vêm ao de cima as piores qualidades dos indivíduos. Escasseiam a bondade, a generosidade, a consideração, os afectos, a honestidade, a hospitalidade e a compaixão.

 

Façam o favor de reflectir e de procurar situar-nos num dos estádios!

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Divulgo aqui uma acção que já ganhou o seu espaço e o seu grupo de fãs. Sugiro a criação de uma página de Facebook para agregar os comentários e os amigos da ideia, por certo isso irá contribuir para a consolidação da coisa.

Pela minha parte, confesso ser presença habitual e até agora em todas as edições as expectativas foram amplamente superadas. Parabéns aos organizadores e, já agora, também aos criadores da "Semana Gastronómica de SB Messines".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Anima-te pá!

19.11.11

Não desanimes pá! Hão-de olhar por nós! Todos estão tão preocupados como tu. O Passos Coelho, o Paulo Portas, o Dias da Cunha, o António Mexia, o Ricardo Salgado, o Mira Amaral e até o Armando Vara não pregam olho há meses a pensar na forma de nos tirar disto. A culpa foi nossa pá. Irritamos os políticos. Quando achávamos que não precisávamos deles nem os ouvimos a prometer que nunca se esqueceriam de nós, que tudo o que faziam era por nós. Agora estão lixados connosco e por birra estão a lixar-nos para salvar os mercados.

O que são os mercados?! Não sabes?! Então! São os gajos que nos hão-de tirar do buraco. São uns senhores que perderam milhões e que nós agora temos que salvar devolvendo-lhe cada cêntimo. Ainda não entendes?! Eu explico melhor. Aquela malta dos mercados era malta corajosa. Arriscaram a valer enquanto nós andávamos para aqui, nas nossas vidinhas, a fugir do risco e a tentar manter o nosso emprego. Como arriscam muito pagam poucos impostos, faz sentido. Ora os tipos dos mercados foram atraiçoados. Alguém fez mal as contas. Quando deram por ela estavam arruinados. Estavam desgraçados, jogados na sarjeta. Alguns deles ainda andam com Mercedes de 2009, só para tu veres a pancada que levaram. Agora toca-nos a nós devolver-lhe o dinheiro que perderam para que voltem a arriscar noutros negócios e consequentemente a economia volte a animar. E olha que não vai faltar onde arriscar. A EDP, a TAP, as Águas de Portugal são bons exemplos disso. Vais ver que os mercados irão arranjar maneira de nos livrar dessa heresia que são empresas com capitais públicos que dão lucro. Mas não penses que eles querem controlar o país. Nada disso. Aquilo é boa gente, vão deixar-nos a CP, a CARRIS, a Estradas de Portugal, a Transtejo e a Madeira porque estão conscientes que não havendo risco haveremos de ser capazes de pagá-las.

Não desanimes pá, há solução para tudo. Bebes menos um café por dia e consegues fazer face à subida do IVA na factura da electricidade. Deixas de ir jantar fora e já podes circular nas SCUTS. Em vez de tomares uns copos à sexta e ao sábado bebes apenas no segundo sábado de cada mês, assim já consegues recuperar a metade do subsídio de natal que te vão levar. Come mais arroz ou feijão e corta nas carnes, vais ver que no fim do ano arranjas dinheiro para o IMI da casa. Tira o puto da universidade que aquilo só forma desempregados e mete-o a fazer biscates, pode ser que assim compenses o final do fundo de desemprego da tua mulher. Livra-te do cão e do gato e com o que poupas em ração consegues pagar a revisão do carro e meter mais 10 litros de gasolina por mês. Anima-te pá! Somos portugueses, não somos?!

A culpa foi nossa pá. Quem nos mandou querer ter casa, carro e televisão por cabo? Isso são coisas para alemães. Não gostas de alemães?! Eles só nos desmantelaram o aparelho produtivo, não é razão para ficares assim! Se eles produzem batatas porque haveremos nós de também produzir batatas?! Sabes o trabalho que dá produzir batatas?! Os alemães fizeram-nos um favor. Eles e os franceses. Que sentido faz estarmos a produzir aquilo que os outros têm para nos vender?! Acorda pá! O mundo mudou!

Deixa-te de ideias revolucionárias. Não são tempos para isso. O mundo é conservador, porque hás-de ser tu revolucionário?! Essa treta do trabalho para a vida acabou e a distribuição da riqueza também. Se salvarmos os mercados eles vão ter dinheiro para nos emprestar, percebes!? Sabes o que isso quer dizer?! Vamos voltar a ter cartão de crédito, a comprar o que quisermos e a importar vinho do Chile. Se o Chile produz vinho porquê andar a maçar as pessoas com as vindimas? Quando a troika se for embora volta tudo ao normal. A Mota-Engil e a Soares da Costa hão-de construir uma bela estrada, com 3 faixas de cada lado, que te há-de levar de São Teotónio até Barrancos em metade do tempo. A Martifer há-de ser responsável por erigir a cidade olímpica em Lisboa quando recebermos os Jogos Olímpicos. A Teixeira Duarte há-de fazer um aeroporto lindíssimo num sítio onde os terrenos haverão de valorizar 1000%. Os escritórios de advogados da Avenida da Liberdade haverão de mediar a compra de mais submarinos, tanques e, com sorte, um porta-aviões. Vais ver que até teremos um filósofo vindo de Paris como novo Presidente da República, para nos incentivar a esquecer estes anos maus. Anima-te pá! O futuro é risonho!

 

In: Jornal Terra Ruiva - Outubro de 2011

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

"Quase todos os políticos usam o povo para obter uma posição, mas muito poucos usam a posição para ajudar o povo."

 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...



subscrever feeds