Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...



subscrever feeds



Um jornal que é distribuído na rua por políticos diz muito da qualidade e isenção do jornalismo que pratica. Da mesma forma, políticos que distribuem como material de campanha um jornal também transmitem claramente a mensagem da falta de escrúpulos que têm.

Que me perdoe o Luís Coelho, de quem tenho a melhor impressão e muitas boas recordações (da sua passagem por Messines), nestas fotos apanhado com “aquilo” nas mãos. Eu até sei que as ordens para distribuir “aquilo” vieram directamente do candidato… a energia que não teve a dar ordens para votar contra os ajustes directos à PLMJ, teve-a agora para meter os seus candidatos à Junta a distribuir a Voz de Silves.

Os candidatos mais “noviços” nestas andanças sujeitam-se, já tinha acontecido na inauguração da sede de campanha em Armação de Pêra… mas os mais experientes não embarcam nisso. João José não o fez em Tunes e tenho muitas dúvidas que o José Vítor Lourenço o faça em Messines. A dignidade de uma pessoa não se vende.

Seria interessante refrescar a memória aos socialistas deste concelho sobre aquilo que a Voz de Silves disse e insinuou ao longo de mais de uma década, nos tempos da “outra senhora”. Se tiver tempo haverei de ir à Biblioteca Municipal de Silves e fazer um “Best of”… fica prometido. Até lá, e seguindo-se ao "turismo religioso", fica o registo de mais uma prática... digamos... como é que hei-de colocar isto... de uma "esquerda esquisita"!!! Faz lembrar o "jornal do regime" da "esquerda salazarista".

Autoria e outros dados (tags, etc)

As várias candidaturas esgrimem também argumentos nas redes sociais. Pelas movimentações, likes e comentários nas respectivas páginas de Facebook também conseguimos medir a aceitação que cada candidato tem junto dos seus eleitores.

 

Mais do que o número de likes ficamos a saber que nas candidaturas de Rogério Pinto, David Marques e Fernando Serpa a maioria dos likes vêm de Silves, de pessoas entre os 25 e os 44 anos. Já a candidatura de Rosa Palma tem maior número de likes que todas as outras e a maioria desses likes vem de São Bartolomeu de Messines. As candidaturas de Rogério Pinto e Fernando Serpa têm mais de 30% dos likes feitos por pessoas que residem fora do concelho de Silves. 
Quanto ao movimento, a candidatura mais activa nas redes sociais é a do BE. Com mais posts, mais fotos, mais comentários e mais gostos por parte de visitantes. Logo depois a da CDU. A última é a de Rogério Pinto, com apenas 3 publicações. 
Interessante também analizar os gráficos que demonstram a evolução de visualizações e likes de cada um:
Confiança na Mudança - tem vindo numa trajectória descendente.
Agora Silves da Terra ao Mar - também a descer no número de visualizações, depois de um pico recente.
Sempre o Mais Possível - Após um pico, estabilizou e ganha agora tendência de subida.
Trabalhar sempre - Pico inicial, bateu no fundo e agora tem tido sinais de algum movimento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A candidatura de “esquerda” Confiança na Mudança propôs, pela “pena” do seu “embaixador-môr”, o “socialista” Artur Linha, nas páginas do seu órgão de comunicação oficial (A Voz de Silves, com sede em Lagoa), um forte investimento no “Turismo Religioso” em Silves. Esta é mais uma variante dos vários “turismos” que têm sido apostas da Câmara Municipal de Silves, pela mão da gestão PSD, nos últimos 20 anos: turismo ecológico, turismo gastronómico, turismo selvagem, etc… com os resultados “brilhantes” que temos visto.

Esta é também mais uma medida lógica de uma “candidatura de esquerda”. Para que não digam que não colaboro deixo aqui outras medidas “de esquerda” que Fernando Serpa, Artur Linha e os restantes “colaboradores de esquerda” da Voz de Silves, tão empenhados em chegar ao poder, podem implementar em Silves:

- Colocação de um retrato do candidato socialisa e do seu “ministro da informação” em todas as escolas do concelho;

- Extinção de todos os órgãos de comunicação locais cujos nomes não comecem com “V”, acabem com “S” e no meio tenham as letras “oz de Silve”;

- Expulsão de todos os homossexuais do concelho;

- Obrigatoriedade da criação de ementas “kosher” em todos os restaurantes do concelho;

- Barramento da emissão de todas as estações de rádio, à excepção da Rádio Renascença;

- Criação de instituições de caridade em todas as freguesias, detidas pela igreja e por elites locais em partes iguais;

- Revitalização da FISSUL rebaptizando-a de “Pavilhão Salazar”;

- Criação de zonas para as elites na Praia de Armação de Pêra (bastaria uma zona, entre a Kubata e o Vila Vita, que só pudesse ser frequentada por elites);

Creio que todas estas ideias já terão passado pela cabeça dos responsáveis pela candidatura de esquerda silvense… mas nunca fiando. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Prioridades...

21.08.13



Post scriptum: Porque achei um piadão ao comentário do amigo "vigilante" resolvi fazer um cartoon também dedicado ao MMS. É claro que enquanto membro-fundador do Movimento reconheço a critíca. Muito bem "vigilado". Aqui fica:



Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Leio na Página de Facebook da “Confiança na Mudança” a confirmação de que a célebre viabilização dos pagamentos à Sociedade PLMJ decorreu da abstenção do PS Silves na hora de votar. Portanto o PS viabilizou mais um saque aos contribuintes locais e ainda por cima fê-lo em relação a uma matéria na qual sempre se revelou bastante crítico.

Lendo com mais atenção verificamos que o PS absteve-se mas Fernando Serpa, o líder do PS de Silves e candidato à Câmara Municipal local, era contra… tendo até dado “instruções” à “sua equipa de vereadores” para votar contra!!!!

Alguém ainda precisa de mais provas de que Serpa não é o candidato do PS?!!!

 

Perante mais esta anedota somos levados a pensar uma de duas coisas:

  • Ou a vereação do PS não entende as palavras do seu líder, o que é preocupante e pode trazer consequências nefastas no futuro…
  • Ou a vereação do PS não faz o que o líder lhe manda, o que também não augura nada de bom…

Já não é novidade para os lados das bancadas conduzidas por Serpa e Lisete faltarem vereadores (quem não se lembra desta ), ou existirem trocas, em dia de votações importantes… é a chamada “política rasteira” que normalmente é utilizada por quem apregoa não fazer “baixezas políticas”.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Traumatizados...

16.08.13

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Ninguém pode acusar Rogério Pinto de ser mau estratega, nem tão pouco de pensar pequeno! Combater mosquitos com um helicóptero pesado é de grande visão estratégica…

Pensem como mosquitos:

- Epá, em Silves usam helicópteros para nos atacar!!! Não volto a meter lá as patas!

Com isto Rogério Pinto consegue que, enquanto toda esta geração de mosquitos for viva, nunca mais tal insecto se volte a ver em Armação de Pêra.

Ao que consta Fernando Serpa, o candidato do PS, terá questionado a utilização do Kamov, conhecido helicóptero russo, nesta missão. Para ele, homem sempre aliado do império americano, teria sido preferível usar um F16… bastariam alguns voos rasantes para os mosquitos entenderem que não são bem-vindos. É bom  saber que temos dois homens de grande visão a concorrer à liderança deste concelho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pois é... é tudo "farinha do mesmo saco". Em Setembro, muito provavelmente, mudarão os nomes que mandam no concelho ficando a "extrema-direita" a tomar conta de nós! São só mais 90.000 euros que todos pagamos aos "amigalhaços" por conta da defesa do bom nome de quem não o tem...

Uma coisa é evidente: o Partido Socialista ao viabilizar este ajuste directo escandaloso diz claramanete que de futuro os advogados que fazem parte dos quadros da Câmara Municipal de Silves continuarão a não servir! Uma vergonha...



NOTA DE IMPRENSA

A 31 de Julho de 2013, na reunião extraordinária da Câmara Municipal de Silves, foi aprovada a proposta do executivo social-democrata (PSD), de adjudicação dos serviços jurídicos por ajuste directo à PLMJ Sociedade de Advogados, RL., com a abstenção do Partido Socialista (PS) e com voto contra da Coligação Democrática Unitária (PCP-PEV).

Lamentavelmente, embora, não totalmente surpreendidos, a CDU regista a posição dos Vereadores do PS, que através da abstenção, viabilizaram a proposta da Maioria PSD na Câmara Municipal de Silves, no sentido de atribuir por Ajuste Directo, na nossa opinião, à revelia da Lei e com gastos desnecessários e volumosos para o erário público - conforme demonstrado na Declaração de Voto (em anexo) - a prestação de serviços jurídicos à empresa PLMJ Sociedade de Advogados, RL.

Infelizmente, o PS Silves habituou-nos ao seu fraquejar nos momentos decisivos, e aliar-se ao PSD local, quando estão em causa assuntos verdadeiramente importantes para a vida dos munícipes e do concelho de Silves. 

Exemplos: viabilização dos orçamentos camarários contendo reduções brutais nas transferências para as Juntas de Freguesia e no volume de subsídios às colectividades; aumentos exponenciais do tarifário da água e saneamento, taxas e licenças, etc.
Que cada um faça o seu juízo de valor!

CDU Silves

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...



subscrever feeds