Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...





Quem, como eu, não passa de um cidadão sem grandes contactos com o “sub-mundo” da política arrisca-se a “embarcar” nas chamadas “loisas”… Loisas são armadilhas ou ratoeiras que se colocam nos caminhos por onde a “bicharada” passa na tentativa de “apanhá-los pelas patas”. Alguns “bichos” mais experientes bem nos tentam avisar mas nós avançamos julgando que são infundados os medos que nos acenam.
 
Quando morreu, no cruzamento Messines – Algoz, o Paulo desloquei-me de imediato para Messines (vivo na Galé) e quando lá cheguei a equipa de reportagem da TVI filmava o “acontecimento” e recolhia as impressões dos populares. Durante a conversa entre a jornalista e o José Carlos Araújo (Zé Piasca) “alguém” referiu que o destino daquela reportagem haveria de ser o mesmo que teve o da reportagem da TVI sobre a Sociedade Recreio Instrução de São Marcos da Serra (ver aqui). Perante tal afirmação a jornalista, visivelmente indignada, disse que era “impossível a reportagem ter sido gravada e não ter ido para o ar”. Daqui retiro a conclusão que ainda existe gente mais ingénua do que eu.
 
A TVI esteve em São Marcos da Serra e existem dezenas de testemunhas disso para além das fotos que podem ver no “Irredutíveis Serrenhos”. Estiveram lá o Samuel Dias e o José Dias a prestar declarações mas nada foi para o ar. Graças à minha ingenuidade e à do “João da Serra” que colocamos a “dica” cedo de mais no blog. Resultado: “alguém” deve ter exercido “lobby” junto de “alguém” para que esse último “alguém” pedisse à sociedade de que é accionista para não “se maçarem” a exibir imagens que podiam comprometer o primeiro “alguém” numa altura em que o presidente do PSD era “alguém” que punha fora todos os “alguém’s” arguidos. Perceberam?
 
Quando vêm a público acusar o governo de exercer “pressões” sobre os órgãos de comunicação social eu acho graça porque, a tão “propalada” isenção não passa de um “cliché” que os mais ingénuos “papam”. O que me consola nisto tudo é que quando a “panela arrebenta” vira-se o feitiço contra o feiticeiro e não há órgão de comunicação social que seja amigo do “bandido”, todos o empurram para baixo enquanto os “senhores dos lobbys” assobiam para o lado como se nada fosse. É o que acontecerá por cá: a “panela vai rebentar” e todos os lá andam de volta vão ficar queimados ou sujos de “sopa”…
 
Até lá a nós bloggers, quando muito, calha-nos ter que mudar para o Blogger onde ficaremos imunes às pressões (pelo menos para já).

Autoria e outros dados (tags, etc)





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...