Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...





E se...

05.02.08
E se, de repente, uma lista independente, composta por gente de todas as “cores e credos”, surgisse para disputar a Junta de Freguesia de Messines em 2009?!!!
 
Uma lista de gente jovem – e menos jovem também – farta de “compadrios” e motivada a fazer mais pela freguesia do que construir estradas (sendo que em muitos casos ficaria mais barato oferecer um jipe a cada utilizador) e gerir o cemitério!! Uma lista preparada para trabalhar com poucos recursos mas, isso sim verdadeiramente importante, empenhada em conseguir recursos extra!!! Uma lista em que o nº1, o nº 2, o 3, o 4 e o 17º não tivessem que ser filiados no partido mas sim competentes e empenhados!!!
 
Diga-me caro leitor: se essa lista surgisse qual seria a sua reacção?!

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Sem imagem de perfil

De AV a 05.02.2008 às 16:55

Até qu'enfim acordaram.
Sem imagem de perfil

De Observador a 05.02.2008 às 20:38

Como é óbvio será V. Exa. o cabeça de lista. Está explicado o blogue, o jornal e tudo o resto. Critica os políticos e ambiciona ser um deles? Já sei que é incoerente mas tanto assim?!
Imagem de perfil

De Paulo Silva a 05.02.2008 às 21:45

Descanse estimado Observador... Não sou cabeça de lista, sou apenas um apoiante que aceitará o lugar que me for confiado com entusiasmo.

Quanto à coerência... leia os posts sobre o tema... já são alguns.
Sem imagem de perfil

De J.J.J. a 06.02.2008 às 01:56

Achamos que agir é um dever de cidadania!
Sem imagem de perfil

De gabriela rocha martins a 06.02.2008 às 18:30

Comigo, somos dois... Sou lerda, não burra e consigo ser mais activa e eficaz do que todos os executivos que têm passado pela Junta de Freguesia de Messines.
Sem imagem de perfil

De Marco a 08.02.2008 às 20:54

Possivelmente votaria nela se as propostas feitas pela equipa fossem minimamente realistas.
Sem imagem de perfil

De José Meireles a 16.02.2008 às 23:49

Perfeitamente de acordo. Já começamos a ficar fartos de quem é quem e não é capaz de fazer nada sem compadrios. Mas cuidado, mesmo com os que não têm partidos.
Sem imagem de perfil

De manuelfernandes9@sapo.pt a 19.02.2008 às 01:06

um pouco mais de frontalidade diaria e muita prudencia para nao cair nos erros anteriores
Sem imagem de perfil

De Farroba a 26.02.2008 às 12:58

Força Paulo!!!
Eu pessoalmente se estivesse a morar aí votava por essa lista,
ou tentava fazer parte dela...
Acho que é urgente trazer outra vida a Messines, outro dinamismo, actividades, empresas, ideias novas, gente nova!
Mas por enquanto, ainda estou em França... E limito-me a apoiar de longe. Talvez um dia destes...

Um abraço.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.03.2008 às 17:46

Três dezenas de pessoas estiveram ontem à noite frente à Sé de Silves numa vigília – manifestação, por causa das precárias condições em que se encontra a igreja matriz da cidade.
Exactamente 31 pessoas responderam à 1ª chamada que o novo líder da concelhia do PSD de Silves fez, desde que tomou posse.

O “grupelho” era composto por: Isabel Soares e seu marido (que chegaram cerca das 21h e 12m), a mãe de Isabel Soares, Dona Aliete e sua amiga Ascensão Loia, José Pedro Soares (filho de Isabel Soares e Líder actual do PSD concelhio), José Manuel Estiveira e sua mulher Leonor Mourinho, a mãe de Maria José Encarnação (Presidente da mesa da Concelhia do PSD concelhio), alguns membros dos Rotários de Silves e …mais alguns nomes bem conhecidos e que fazem parte do séquito da Presidente da Câmara.

Saliento que, com esta vigília – manifestação, (comunicada a sua realização às rádios e jornais e por estes divulgada), pretendia Isabel Soares lançar o seu filho Zé Pedro, e ao mesmo tempo exigir do Governo aquilo que a própria Isabel Soares não fez, quando o governo era PSD, tanto no tempo de Santana Lopes como no de Durão Barroso; este problema da Igreja de Silves não é de ontem ou de antes de ontem.

A ausência das pessoas de Silves fica-se a dever, não à falta de fé dos cidadãos, mas essencialmente, ao oportunismo mais uma vez demonstrado e que já não passa despercebido a ninguém.

Comentar post





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...