Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...





Se à coisa que eu gosto de fazer é ler. Sou daquele tipo de “gajo” que não consegue almoçar ou beber café sozinho sem ter em frente um jornal, uma revista, um folheto… qualquer coisa que se leia. Quando estou sentado na sanita é sagrada a presença de material literário… bem sei que os “especialistas” não recomendam, mas é o vicio e há vícios bem piores. Para mim férias sempre foram sinónimos de leitura… deitado na praia, na piscina ou na varanda, tanto faz… o importante é que lá esteja o “livrito”. O recorde foi em 2004: em 10 dias de férias “papei” 7 livros de peso.
 
Este ano porém as coisas foram diferentes… um filho com 17 meses e literatura definitivamente não combinam. Já me tinham dito mas só agora me dei conta. Aproveitei as 2 horitas de sesta – que ele nos concedeu - por dia para ler as revistas que levei de Portugal e, fora isso, apenas houve tempo e disposição para ler o “Primeiro as Senhoras” do Mário Zambujal (levado de propósito para as horas em que me apetece rir um bocado). Gosto de Mário Zambujal. Fala a minha “língua”(e não me refiro ao português). Tal como gosto dos “Miguéis” (o Esteves Cardoso e o Sousa Tavares), do Boaventura Sousa Santos, do Edgar Morin… etc… Para mim é essencial que o que leio se torne claro. Os restos das minhas férias foram passadas a “curtir” o meu filho e a minha “mulher”. E foi óptimo.

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.03.2008 às 00:43

E depois, o que tenho eu com a sua leitura?
Também aprecio a leitura e não faço disso assunto.
Continue, que lhe faz bem.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.03.2008 às 14:06

Vê-se mesmo que é parolo... Mas o rapaz põe uma gravata e acha que já é gente...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.03.2008 às 12:35

37 militantes, num micro – universo de 112, votaram no passado Domingo, a única lista que apareceu a sufrágio para a Concelhia de Silves do Partido Socialista.
Como se esperava, não houve qualquer surpresa; aliás, para ser mais honesto e preciso, até houve enorme surpresa pelo facto de, em dois anos, o número de votantes ultrapassar a duplicação, ou seja, passou de 18 para 37. Como alguém diria …é obra.
A pequenez destes números trouxeram-me à memória algumas frases da entrevista que a reconduzida presidente da concelhia Lisete Romão deu ao jornal “Terra Ruiva” no mês passado: destaco a resposta da senhora quando lhe perguntaram se pensava recandidatar-se a esta mesma concelhia; -“ Neste momento estou num período de amadurecimento face a um número considerável de elementos do meu partido que me têm pressionado no sentido de me recandidatar às próximas eleições para a Comissão política”.
Reduza-se, foi o termo que utilizou neste blogue, um destes dirigentes, quando quis atacar Carneiro Jacinto. Provavelmente, quererá que o candidato C.J. se reduza à insignificância daquilo que eles representam (os números apresentados reflectem isso mesmo), parecendo ser a condição sine-qua-non, para que seja apoiado por essa medíocre trintena.
É a esta gente sem qualidade e partidária do status-quo que está entregue a oposição socialista no Concelho de Silves e cuja ambição se limita a esperar por 2013, …quando Isabel Soares já não se puder candidatar.
Chamem-lhe juízo de valor ou outra coisa qualquer, mas é esta a realidade do Partido Socialista Silvense e da “trintena” dos seus dirigentes votantes ou votantes dirigentes que, quanto a mim, merece uma reflexão.

Sem imagem de perfil

De raio do diabo a 06.04.2008 às 16:13

Menino Paulo ... só um reparo e como lê tanto imagino que tenha sido lapso "Se à coisa que gosto de fazer é ler" o "à " é com "h "... já estou a ver aproveitamento político dos seus opositores ... " ah e tal nem escrever sabe!!!
em termos de leitura e autores comungo dos mesmos, daí o nosso sentido de humor... e já agora e autores a sério ? não? o nosso grande António Lobo Antunes também nosso contemporâneo, não? Leia, vai ver que lhe faz bem...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.04.2008 às 22:48

O Lobo Antunes que veio ou vem, não sei bem, à inauguração da Biblioteca de Silves?... E que tal de inauguração? Aquilo é que foi!... É só esbanjar.... pra depois.... fechar.

Comentar post





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...