Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...





Venho aqui hoje lançar mais uma petição… Ainda vou ficar conhecido como o “Paulinho das Petições”… Sei bem que neste concelho anda muita malta com o “rabo preso” mas ainda assim não desisto e enquanto for possível hei-de lutar por um concelho melhor, mais justo e mais feliz. Se não tem o “rabo preso” assine a petição.

 
Permitam-me apenas que introduza a ideia:
Há tempos proporcionou-se-me organizar um jantar onde pontificaram os nomes mais sonantes (pelo menos os que mais visibilidade têm) da esquerda no concelho. Bem sei que não teria conseguido levar avante tal tarefa se não houvesse já da parte dessas pessoas a vontade de “falar”.Um dos nomes fortes da esquerda neste concelho sugeriu (e friso que a ideia não foi minha) um nome fortíssimo para cabeça de lista de uma hipotética coligação de esquerda no concelho.
 
Com o nome sobre a mesa, uns mais surpresos que outros, fizeram votos de intentar esforços no sentido de, pelo menos, tornar viável uma coligação que ganhe o concelho de Silves e devolva às pessoas esperança. Confesso que isto é recente e não sei se esses esforços já foram feitos. O que eu sei é que um dos principais obstáculos a que se realizasse essa coligação era o facto de os 3 partidos envolvidos (PCP, BE e PS) andarem de candeias às avessas.
 
Ora, tal como eu dizia: o interesse das pessoas primeiro e hoje vejo que em Lisboa já se iniciou uma petição para viabilizar essa coligação. Na minha coluna do Terra Ruiva deste mês vou falar deste assunto e a Paula Bravo – a nossa fantástica Directora - é testemunha de que a petição a favor da coligação por Silves é anterior à de Lisboa, apesar de só hoje ser tornada pública.
 
Assim sendo, repito, se não tem o “rabo preso” a sabe que “acções iguais geram resultados iguais” assine a petição a favor de uma coligação de esquerda neste concelho… clique em http://www.ipetitions.com/petition/silves - peço desculpa pelo português mas o site não reconhece a língua portuguesa.

Acrescento que o Ipetions funciona com base nos endereços de Email... podem optar por ficar anónimos, desde que o endereço de Email exista (não é divulgado em nenhuma circunstância o vosso Email) e não seja repetido a assinatura conta... Bora lá!

Autoria e outros dados (tags, etc)


13 comentários

Sem imagem de perfil

De José Neves a 14.04.2009 às 00:36

Penso que essa coligação deveria ser feita o mais breve possivel para que com tempo consigamos retirar o pedestral á Doutora que so se lembra de nos de 4 em 4 anos e nestas alturas envia-nos autocarros para irmos as marchas e aos passeios mas logo depois das eleições volta a retira-los e deixa-nos a pé.
Sem imagem de perfil

De Rosa a 14.04.2009 às 00:46

Óh, boa! Então o meu amigo Paulinho das petições acha que alguma das Hienas da esquerda iria abdicar dos seus quinze minutos de fama em favor do concelho? Essa é de anjinho meu amigo. Assim não voto em ti daqui a 4 anos. Aproveito para te dizer que acho vergonhoso em tempos de crise que o presidente da junta ande a gastar pipas de massa em pendões e cartazes para promover ilustres messinenses a que ninguém liga. Afinal votamos para presidente da junta ou para director do museu local? Temos um presidente da junta que em plena crise mundial está preocupado com o próximo evento cultural e elitista na junta de freguesia. Isto nem a extrema-direita. Porque é que não falas disso, eles batem-te?
Aceita uma beijoca.
Rosa
Imagem de perfil

De Paulo Silva a 14.04.2009 às 15:23

Estimada Rosa (que me cheira a Maria de Portugal),
Se não tentarmos de certeza que não vamos ter uma coligação. Nestas coisas também é preciso ser um bocado romântico…
Quanto o senhor presidente de Messines, a minha opinião é que essas coisas também fazem falta. Não se pode é apenas ser notícia por organizações culturais e é preciso ter algum cuidado com o que se gasta numa altura como esta. Podem argumentar que a CCAM pagou a factura, mas de certeza que a CCAM não se importaria de canalizar essa verba para, por exemplo, ajudar algumas das crianças do Ensino Básico da freguesia que passam por grandes dificuldades. Eu sei que a Câmara é que é a responsável por isto mas de lá não podemos esperar nada e toda a gente veria com bons olhos que a junta apoiasse esta causa.
Sem imagem de perfil

De Dr. CG a 14.04.2009 às 17:27

O senhor presidente da junta é uma autentica empresa de organização de eventos. Semanas gastronómicas, lançamento de livros, sessões de poesia, exposições e até já organizou dois belos comícios à Dra. Isabel Soares. Um por alturas da famigerada rotunda e outro mais recentemente numa noite de poesia. O que me espanta é que o ps ainda aguente isto.
Sem imagem de perfil

De Joaquim Santos a 14.04.2009 às 18:43

Srº Paulo Silva

Aqui á já algum tempo um jovem residente em silves em conversa de rua dizia “ que há uns vereadores que trabalharam com a Drª Isabel Soares e eram bons para gerir o concelho”

Realmente não entendi a conversa e nem liguei mais sobre o assunto mas agora com a coligação que propõe e eu sugeria pelo menos 4 pessoas mas no lado da direita
Eng Luis Garrocho – visto ser uma pessoa que tem caracter em quanto esteve na Câmara.
Drº Helder Patrão – Fez frente a Presidente e teve de sair.
Eng Sousa ribeiro – Se fez um bom trabalho na sua área profissional não era na Câmara que ia fazer mal.
Drº José Paulo – pelo que soube é um bom gestor, apesar da simpatia não ser muita. Mas um politico é para resolver e tomar decisões é não para distribuir beijos e abraços.

Com os melhores cumprimentos

Joaquim Santos
Sem imagem de perfil

De Peixe de Orelha a 14.04.2009 às 20:29

Caro senhorº Jaquim Santos:
Qual foi a parte da expressão COLIGAÇÃO DE ESQUERDA que não entendeu?
Sem imagem de perfil

De Tânia Mealha a 15.04.2009 às 01:49

"O que eu sei é que um dos principais obstáculos a que se realizasse essa coligação era o facto de os 3 partidos envolvidos (PCP, BE e PS) andarem de candeias às avessas". Não percebi!

Queres que a população apoie essa dita suposta coligação de esquerda ou que ache que por não se coligarem não se interessam pela população do concelho?!

É que as ideias até podem ser semelhantes, mas as formas de atingir os objectivos costumam ser bastante diferentes, pelo menos de Lisboa ao Algave, do que conheço. E neste caso, ás vezes andarem de costas voltadas pode querer dizer que há real preocupação pela população e pelas suas condições de vida.
Imagem de perfil

De Paulo Silva a 15.04.2009 às 10:59

Cara Tânia,
Em boa verdade não quis dizer uma coisa nem outra. A frase que citas refere-se às estruturas nacionais dos partidos que, desde que o Engº Sócrates resolveu eleger o PCP e o BE como os principais adversários, como sabes, andam um bocado “abespinhados”.
Eu nesta fase não estou propriamente preocupado com o apoio da população. Parece-me que a generalidade das pessoas haverá de saber “ler” o significado de tal coligação. O que me preocupa é que as estruturas locais dos partidos não entendam que essa poderá ser a única forma de servir o concelho e as pessoas, apesar de não ser a que melhor serve o partido. E tu o que achas disto?!
Sem imagem de perfil

De Tânia Mealha a 15.04.2009 às 22:25

O Eng.º Sócrates não elegeu o PCP e o BE como principais adversários! Por uma questão política, de ideologia que requer uma praxis, o PCP, o BE e o PS são adversários. É facto que o PSD e o PS não podem ser adversários já que o conteúdo é deveras semelhante, usam é estratégias de forma diferentes, o que muitas vezes leva as pessoas a pensarem que o PS é de esquerda, e o PSD é de direita, quando em verdade da praxis (como se pode ver pelo actual desempenho do Governo) o PS não é! Nem de direita, nem de esquerda, é como as licitações, para poder ter o público alvo mais abrangente possível que são os indecisos, a quem costumam chamar o centro.

Coligações é uma forma de vender uma esperança que em boa verdade com o PS não há. Aliás, a esta altura como pode existir uma aliança com o partido que está no Governo?! Não fizeram eles já m***a que chegue?! As pessoas não gostam muito de ideologias, acham que isso as faz uma etiqueta, mas não se importam em usar roupa de marca!!!!! Dá um estuto com as quais se sentem confortáveis e se identificam, e que lhes permite ser identificadas e identificar os outros, as diferentes etiquetas possuem identidades diferentes, valores diferentes, crenças diferentes, formas de agir e de pensar diferentes. É certo que é na multiplicidade de opiniões que se chega a algum lado, isso é a democracia, por isso é bom não haver maioria absoluta, o poder está disperso. Ora, por muito estúpida que esta comparação pareça mas o que está em questão é o acto de categorizar/etiquetar, assim sendo não é possível haver coligação real, que funcione, que não seja apenas fogo de vista, nas actuais condições. Essa é a minha leitura dos factos. Por vezes servir as pessoas é não fazer coligações, não vender castelos nas nuvens, ser responsável, ter alternativa viável, e para isso não podemos fechar os olhos e esquecer porque vivemos nestas condições. Continuaríamos a dar o poder a quem já o teve e não soube fazer o que lhe era pedido, já para não falar no que prometeu.

Não é mau ter-se ideais, objectivos, linhas de conduta precisas, das quais não queremos abdicar. A conquista de direitos nunca se fez por concessões. Foi por as pessoas serem ingénuas e acreditarem nisso, que vivemos hoje este mundo.
Imagem de perfil

De Paulo Silva a 16.04.2009 às 11:19

Cara Tânia,

Continuas a insistir em levar esta questão da coligação para a esfera nacional. Não me sinto habilitado, nem motivado para discutir politica nacional contigo. Terás razão em muito do que dizes… eu próprio já aqui escrevi que há dias em que parece que temos dois PSD’s em Portugal.
Vou tentar ser mais claro no que toca à temática deste post. Uma das razões que poderia evitar uma coligação de esquerda em Silves era o facto de tal coligação, mais tarde ou mais cedo, ter que passar por uma aprovação dos órgãos nacionais dos partidos. Ora isso não quer dizer que, a nós silvenses, nos interessem as relações entre cada partido, quer apenas dizer que elas nos afectam. Considero por isso uma boa notícia o movimento a favor de uma coligação em Lisboa, porque abre portas a que uma coligação semelhante também possa acontecer em Silves. Saberás certamente que quando alguém da esfera nacional de um partido olha para a concelhia desse mesmo partido em Silves não vê, nem pensa nas pessoas de Silves… pensa apenas na “performance” e interesses partidários. O que quer dizer que, sem a excepção Lisboa, nenhum partido iria aceitar a coligação em Silves… pura e simplesmente por razões politicas.
Sou pouco dado a orientações políticas nacionais aplicadas a nível local. O que me faz ser contra Isabel Soares não é o PSD… é a sua incapacidade total para colocar Silves nos eixos. Como sabes também não acho que a Dra. Lisete seja a solução, apesar de o PS a apoiar em toda a linha. Também já tive oportunidade de dizer ao próprio que considero o Dr. Francisco Martins um fantástico e competente gestor capaz de tomar as rédeas do concelho, falta-lhe no entanto o perfil e a imagem de líder, e neste mundo a “embalagem” conta bastante quer queiramos, quer não.
Falas em concessões. Do meu prisma a maior concessão que todos os partidos de Silves podem fazer é alhear-se deste problema e, “orgulhosamente sós”, entregarem mais 4 anos a Isabel Soares para que ela possa preparar convenientemente o seu herdeiro para a sucessão, nem que para isso tenha que contratar mais 700 pessoas para o quadro da câmara. Não me parece que tenhas a noção do que serão estes 4 anos se não fizermos nada!!! Gosto do meu concelho e gostava de voltar a viver nele e para isso não posso contar com o PS, com o PCP nem com o BE (apesar de precisarmos deles)… posso apenas contar com pessoas (onde até te incluo a ti) capazes de fazer, de criar, de planear e de projectar… coisas, independentemente da sua cor politica ou credo religioso. Parece-me que as pessoas que foram aquele jantar entenderam isso e, se não totalmente, pelo menos em parte também acham que este é o momento de agir.
Sem imagem de perfil

De a_ver a 16.04.2009 às 15:03

Esta petição infelizmente mostra a qualidade da classe politica, nacional e concelhia! Tem de ser a população a indicar o caminho e mostrar soluções... Errado, têm de ser os partidos a mostrar alternativas válidas e credíveis para a gestão do concelho. A esquerda anda de candeias às avessas?- não sei... o que se vê é a falta de alternativas para a liderança.
Para que a esquerda volte a ser alternativa neste concelho é necessário uma renovação, gente credível que possa surgir para liderar e sabemos que neste concelho o que não falta é Doutores, Engenheiros e Outros que têm carreiras recheadas de sucesso e que podem garantir credibilidade que agora não temos no concelho.
Por ultimo, Dona Maria, PARABÉNS e lamentavelmente concordo com a inoperância politica do "nosso" presidente de junta, não é por ser da esquerda que não deve ser criticado, afinal que democracia é esta que nos deixa cegos para que não possamos ver a sua incompetência na liderança da freguesia. Por amor à santa o homem tem liderado a freguesia como se fosse presidente da comissão de festas!!!

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.04.2009 às 17:34


Ainda que com algum cepticismo, acabei de assinar a petição por ti lançada. O concelho merece outro rumo, isso é certo. E também outra esquerda- com uma visão de futuro e objectivos comuns.
Tenho receio é que os 15 minutos de fama sejam mais apelativos para muitos...



paula bravo
Imagem de perfil

De Paulo Silva a 17.04.2009 às 00:05

Finalmente a "nossa directora" posta no Penedo?!!! Bem-vinda. Compreendo o teu cepticismo... apenas te pergunto: Quantos realmente acreditaram que o Terra Ruiva iria ter 100 edições?!! Se não fosses tu e mais um punhado de pessoas...

Comentar post





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...