Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...





E se der certo?

16.04.09

Depois de ouvirem esta teoria da Coligação de Esquerda certas pessoas ficam a olhar para mim como se eu fosse alienígena! O descrédito das pessoas no interesse público dos partidos é tal que quase torçam de mim por eu me permitir pensar que existe uma hipótese de colocar as pessoas primeiro. 

 

Eu sei que a hipotética Coligação tem tudo para dar errado. Mas... e se der certo?! E se a tal Coligação nascer e disputar as eleições?! Haverá alguém que não lhe reconheça favoritismo? E se, vencendo, se colocassem por fim as pessoas certas nos pelouros certos (nem preciso de dizer quais os mais óbvios)?! Haverá alguém que ache que os resultados não serão muito melhores?

 

Por vezes as soluções óbvias são as mais difíceis de vislumbrar. Esta parece-me clara como a água... haverão desentendimentos se se colocarem os interesses partidários primeiro. Haverá consenso e resultados se se colocarem os interesses do concelho primeiro. A escolha é simples! http://ipetitions.com/petition/silves/ vá lá e assine!

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Imagem de perfil

De João da Serra a 17.04.2009 às 01:48

Vê lá se fazes uma coligação uni-lateral! O pessoal de dierita assim sente-se excluido!
Sem imagem de perfil

De a_ver a 17.04.2009 às 12:03

Mas a direita não está unida com a Drª. Soares?!!
A união da esquerda, valorizando aquilo que esta tem de melhor teria tudo para fazer frente à direita "Soares", mas os interesses de alguns não se conseguem sobrepor aos interesses do povo. O concelho necessita de gente credível... e quem tem credibilidade não quer entrar numa politica vazia de conteúdos onde só por ter uma visão diferente e promover o debate livre de ideias, pode ser alvo de guerrilhas!! Como acontece hoje no concelho de silves...
Sem imagem de perfil

De Tânia Mealha a 17.04.2009 às 14:07

Paulo,

para mim não existe qualquer diferença entre política nacional e polítical local, no sentido que a agenda política de um partido é geral, tem princípios orientadores que podem ser ajustados a realidades locais, ou terão de ser desenvolvidos de forma diferente em diferentes realidades locais, mas sempre para atingir um fim que é de base dessa orientação política, logo nacional. Os partidos são instituições formadas por pessoas, em que a vontade política da maioria permanece como doutrina a seguir, se não muda é porque a maioria não quer. Podem existir pessoas mais simpáticas que outras em todos os partidos, mas isso não faz com que elas prossigam uma política diferente dado o seu comprometimento com o todo do qual fazem parte.

Falas do movimento que acontece em Lisboa neste momento. Ora tal acontece porque dentro do PS existem diferentes facções e o Sr. Manuel Alegre decidiu que o seu caminho é outro, com outras pessoas. Já Napoleão dividia para reinar. Esse movimento não me parece que seja interesse pelas reais condições de vida da população porque se assim fosse, um dos seus promotores já se teria desvinculado do PS dado que não serve os seus ideais na prática política do quotidiano como sempre afirma quando vem a público. Ora também não espanta que tal divisão de forças e luta pelo poder dentro do partido se verifique em outros pontos do país, e que em Silves se siga o exemplo, neste caso com o Sr. Carneiro Jacinto...

Quanto às coligações elas são entre partidos, e assim chega-se lá por consenso das forças políticas, e é óbvio que os partidos podem concluir que em determinada região faz sentido uma coligação mas porque também é imoprtante no âmbito da política nacional, não sejamos ingénuos. Acho que não podemos ignorar as relações que os partidos têm uns com os outros, nem as posturas que adoptam, as políticas que defendem pois isso é não querer saber de política!!!!!!! É pelo conhecimento da realidade das suas práticas que podemos analisar os seus objectivos, e as suas intenções.

Claro! Pode ser um movimento cívico, e aí não precisas de partidos para nada. Fazem um abaixo assinado e possuindo as condições necessárias concorrem às eleições.

Penso também que não há coligações que sobrevivam se o único objectivo comum real for tirar de lá quem lá está. Lembro-me logo da frase da Paula Bravo "tenho receio é que os 15 minutos de fama sejam mais apelativos para muitos..." porque percebo perfeitamente o que pode acontecer ao nosso concelho se a Sra. Isabel Soares lá ficar, ou se no lugar dela ficar alguém igual, isto é com a mesma política.

Para Aristóteles "o homem é um animal político", essa realidada para mim existe quando esse homem tem consciência do que é a política. Aprendi com Maquiavel mas continuo a acreditar na possibilidade de uma sociedade, a Utopia de More!
Sem imagem de perfil

De joão a 24.04.2009 às 01:06

Boa noite se me permitem alguns desabafos por sentir tanta hipocrisia ou talvez nao.
- ps tratado como força de esquerda,não brinquem mais com o povo.
- comportamento desta forca politica é lamentavel ao nivel local como é ao nivel nacional.
- quem anda á procura de protagonismo será um tal de Carneiro Jacinto,Jacinto Carneiro ou não só?
- representantes dos partidos de esquerda estão de acordo com a convergência?Mandatados por quem?Pela sua sede de poder?Pelas organizações nem todos de certeza.
- tirar o psd do poder como tem sido miseralvelmente exercido só pode ser positivo mas não é desta forma,quando partidos como o ps teem viabilizado todo um caminho que tem sido seguido ao longo destes anos.E agora é que estão preocupados?Esses partidos são constituidos por pessoas duvidosas no minimo é verdade,mas dizer que o problema é dos partidos é uma falsa questão é sim de quem os constitui e não tem ideais nem um caminho traçado,anda sim consoante os interesses e as «mares« em desfavor das pessoas em geral.
- não há mais lugar para interesseiros na politica,está na hora de quem não está de boa fé «basar«,porque o tempo para esses está a esgotar-se..


Sem imagem de perfil

De JC a 24.04.2009 às 01:27

CONVERGENCIAS DE BASÓFIAS SÓ PODE SER PARA RIR SEM VONTADE,AINDA MAIS QUANDO PESSOAS COM RESPONSABILIDADE SE PORTAM DE FORMA IRRESPONSAVEL,OU SEJA,PESSOAS QUE SE DIZ ESTAREM INTERESSADAS NESTE BAILE SÓ PODERIAM TER OUTRO COMPORTAMENTO.
-O CAMINHO SÓ PODE SER... « JESUS CRISTO COMO GRANDE COMUNISTA QUE FOI «.MAS PARA A ESTUPIDEZ EXISTENTE NÃO É ACEITE.

Comentar post





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...