Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...





O Semanário Expresso desta semana trás-nos mais uma pérola da gestão "Isabel Soares", que ajuda a explicar o estado em que está este concelho.

Com a demagogia que a caracteriza, a Dra. Isabel Soares, já várias vezes "atirou pedras" ao governo por não descer os impostos (logo a Câmara de Silves que pratica as taxas e impostos mais altos da região!!!), e agora as pedras caiem-lhe nos "telhados de vidro" ao ficarmos a saber que Silves é das poucas Câmaras do Algarve que não desceram (ou abdicaram totalmente) os 5% de IRS que dizem respeito às autarquias. Albufeira, Loulé, Portimão, Olhão, Lagos, Castro Marim, Vila do Bispo e Alcoutim são os concelhos que já baixaram, ou aboliram totalmente, a taxa de IRS. Albufeira, entre outras medidas de combate à crise, também já tinha abdicado das taxas de publicidade deste ano.

Em Silves bem sabemos que tal não é possível. A câmara está "falida" e o que recebe do Orçamento de Estado nem chega para os ordenados, não fossem os 15 milhões que o "euromilhões do governo" destinou para Silves e este ano nem obras de última hora teriamos.

Mas o mais grave não é isso. O mais grave é a injustiça social da coisa. Uma pessoa na Azilheira (sem acesso a transportes, a esgotos e a recolha de lixo) paga os mesmos impostos do que uma pessoa em Armação de Pêra ou em Silves. Os jovens que por aqui nascem, crescem e encontram nos concelhos vizinhos todas as vantagens. Não admira que grande parte deles abandonem Silves, apenas cá voltam para beber uns copos e dizer-nos maravilhas dos seus "novos concelhos". Os únicos empregos que temos são os "jobs" na câmara, onde os "Jôtas" estão apinhados em todas as arrecadações e vãos-de-escada, mais grave que isso por cá ainda temos a culltura: "Filho, vê lá se arranjas um emprego na Câmara, senão estás feito."

Muita gente está contra "isto" mas, ironicamente, os mais atentos vão abandonando os cadernos eleitorais do concelho, hoje votam em Albufeira, em Loulé ou em Lagoa (por razões fiscais ou legais) deixando Silves numa estranha situação: Quanto mais "porcaria" a "senhora" fizer, quanto mais mal nos tratar... maior percentagem de votos terá(!!!), porque o peso da "trupe" sobe nas contas finais. É por isso que defendo que se acabe com isto. Essa é a prioridade. Se não o fizermos arriscamo-nos a que daqui a 4 anos metade dos votos estejam garantidos pelo regime... com esse cenário até o "Emplastro", vindo do Porto no comboio das 7, ganhava as eleições para o PSD.

Diz a minha conterrânea Tânia Mealha que uma coligação não pode ter por objectivo principal tirar esta presidente do poder. Pois eu acho que esse é um objectivo grande o suficiente e para o qual o concelho deve estar motivado. Acrescento contudo que estou absolutamente convicto de que, trabalhando em equipa, esta coligação será fantástica para o concelho. Tem mais uma razão para assinar a petição: http://www.ipetitions.com/petition/silves

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Tânia Mealha a 19.04.2009 às 00:00

Não foi isso que eu disse, mas isto:
"Penso também que não há coligações que sobrevivam se o único objectivo comum real for tirar de lá quem lá está. Lembro-me logo da frase da Paula Bravo "tenho receio é que os 15 minutos de fama sejam mais apelativos para muitos..." porque percebo perfeitamente o que pode acontecer ao nosso concelho se a Sra. Isabel Soares lá ficar, ou se no lugar dela ficar alguém igual, isto é com a mesma política".

É óbvio que ela tem que sair na minha perspectiva! Para isso os nossos conterrâneos têm que votar, demonstrar a sua opinião, mobliizar-se. Registar-se noutro lado não resolve o problema concordo que o piora. Mas só luta quem quer, e só muda quem quer. Nos últimos tempos o eleitorado demonstrou quando chamado a decidir que não quis mudar. Será que vivem noutra realidade?!

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.04.2009 às 16:18

Mais faz quem quer do que quem pode. A ideia já anda pelos jornais (http://www.regiao-sul.pt/noticia.php?refnoticia=93846), parabéns Paulo Dinis.
Sem imagem de perfil

De a_ver a 21.04.2009 às 10:27

Queria apenas fazer minhas as palavras do Sr. Quim na petição: "Depois de já termos confirmado que os partidos querem indicar candidatos próprios a solução terá de ter uma orientação totalmente independente e claramente livre de conotações partidárias. Seria um motivo de orgulho para os cidadãos da cidade e ao mesmo tempo um exemplo para o país."
E lançar um repto ao Paulo e à Tânia, se não estará na hora de passar das palavras aos actos?!!!
Sem imagem de perfil

De seis, sete a 22.04.2009 às 03:49

O que acho mais interessante na realidade de Silves é que (tirando a Adelina Capelo) ninguém defende Isabel Soares. Em poucos dias teve um abaixo-assinado em Messines, uma manifestação em Pêra, uma ausência de aplausos em São Marcos da Serra, uma Assembleia escaldante em Armação de Pêra e ninguém parece apoiar a senhora presidente. Até aqueles que foram seus fiéis noutros tempos agora dizem que isto tem que acabar. Será que a festa está a acabar ou ainda vamos ver a Doutora Isabel Soares ir buscar cartas escondidas para acabar com a oposição.

Nunca entendi como é que ela deixou este blogue e o seu dono crescer até este ponto? Podia ter matado a ideia à nascença. Isto é tudo muito estranho. Vamos esperar para ver.
Sem imagem de perfil

De rebuçado a 22.04.2009 às 23:00

isto basta a isabel dar-lhes um saco de rebuçados que eles esquecem logo as ideias dos movimentos!
Sem imagem de perfil

De Joaquim Santos a 22.04.2009 às 23:00

Exº senhores

Devido ao a barraca que tanta polémica deu na TV fui a assembleia Municipal, fiquei com vergonha dos técnicos que ocupam cargos políticos.
Tenho vergonha sem desprimor para os pescadores que sabiam mais sobre a ribeira de Alcantarilha e o mar do que os Srº técnicos de Faro, pois os pobres homens pensavam que Armação Pêra tinha Bandeira Azul. Claro que a partir daquele momento até podiam dizer a melhor das hipóteses para mudar a barraca mas a credibilidade estava mesmo no fundo do mar. São os técnicos politico que nos impuseram ...
Quanto ao técnico da Câmara o Srº Arqº (?), a Presidente é mesmo tramada fazer uma pergunta jurídica a um arquitecto ? É mesmo que perguntar aos Srº do ambiente sobre a qualidade da Agua balnear de Armação de Pêra.

Politicamente
A Srª presidente já mostra sinais de intolerância e falta de respeito para quem a elegeu. Parece que a Srª apenas vai se mantendo no poder só para dar uso ao ditado” quem comeu a carne á de roer os ossos”
Parabéns as pessoas de Armação de Pêra, e ao Srº Presidente da Junta de Messines, ainda pensei que fosse armacenenses.

E depois de tamanha zaragata a barraca fica mesmo lá. Sim porque a proposta apresentada pelo PS tem de ser votada na Câmara onde os PSD tem a maioria. Já se sabe o resultado.

Atitude da Srª Drª Lisete, coitada nunca sabe de nada.... ainda vão pôr a Srª a votos? Deviam fazer um teste e perguntar a Drª se ela sabe onde fica o concelho de Silves. Como todos sabemos é no Brasil no meio da amazónia.
Agora entendo porque ela ganhou nas sondagens, foram fazer a sondagem aos militantes do PSD e eles sabiam que era uma candidata ainda mais fraca que a Drª Isabel.

Silvenses, Estão de parabéns e tem um futuro garantido pela frente pelo menos em candidatos.
Só estou curioso se a frente de mar renovada da fotos a Drª Isabel.

Com os melhores cumprimentos

Joaquim Santos

Comentar post





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...