Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...





CONSIDERAÇÕES

30.03.10

 

FEIRA DO FOLAR - Realiza-se já no próximo fim-de-semana a Feira do Folar em São Marcos da Serra. Aquele que é anualmente o único evento digno de registo na freguesia serrana continua a ter Junta de Freguesia e Câmara Municipal de “costas voltadas”. Tudo porque a Junta de Freguesia entende, e quanto a mim muito bem, que sendo a Câmara Municipal a organizadora do evento será sua a responsabilidade pelo licenciamento (ou a falta dele) dos expositores presentes. Já a Câmara Municipal entende que o seu dever é “montar as barracas”, convidar os expositores e cada um que se “amanhe” se as Actividades Económicas aparecerem. Com o tempo que isto já leva não se entende como é que o problema ainda não foi resolvido… até porque todos perdemos com isso!

 

PEDS – O célebre documento que tenta definir a estratégia para o futuro do concelho de Silves apresenta, no capítulo que compara as “ameaças” com as “oportunidades”, algumas posições curiosas. Desde logo porque considera os “Projectos de Desenvolvimento Estruturante” em curso nos concelhos vizinhos como uma ameaça séria ao nosso concelho! Não me ocorre como podem os projectos estruturantes em redor do nosso concelho afectar-nos ao ponto de serem considerados uma ameaça! Se o PEDS se chamasse PEPPS (Plano Estratégico para a Perpetuação do PSD em Silves) eu entenderia o interesse em ter concelhos estagnados ao redor… pelo menos não se notava tanta diferença nem sobressairiam a falta de ideias, de capacidade e de liderança, para já não falar na falta “daquilo com que se compram os melões”!

 

FÁBRICA DO INGLÊS – Continua a sagaz busca de acções que justifiquem transferências de dinheiro da CMS para a Fábrica do Inglês. Depois da Feira dos Saldos seguiu-se o Março Jovem e outros, pelo que se murmura, virão a caminho. Com a FISSUL a ganhar bolor e o Teatro Mascarenhas Gregório fechado torna-se difícil entender porque se gasta tanto dinheiro a “alugar” espaços privados para eventos que caberiam perfeitamente no domínio da propriedade pública. Como todos entendemos o “porquê” destas tomadas de posição deixo aqui algumas ideias para que se arrende a Fábrica do Inglês nos próximos meses:

- Abril: Festival da Fava com Rama de Alho e Toucinho, mostra gastronómica e aromática do concelho,

- Maio: Garraiada Municipal, com 5 vaquinhas 5 para a malta desentorpecer os músculos e soltar a adrenalina,

- Junho: Conferência “Silves a Sevilha do Algarve”, em que se procurarão encontrar diferenças entre as duas cidades e respectivas regiões administrativas,

- Julho: Seminário “Conquistar os Estrangeiros”, potenciar a vocação turística da região com palestras a cargo de Zêzê Camarinha e José Milhazes,

- Agosto: Festival da Cerveja Sagres, onde será possível provar a mesma cerveja a várias temperaturas, em vários tipos de copo e em vários locais do recinto,

- Setembro: Monólogos da Presidente, onde numa iniciativa inédita a Senhora Presidente  contará a sua experiência autárquica e como desassoreou o Arade com uma pá de praia,

- Outubro: Prova de Vinhos Premium, uma iniciativa que visa demonstrar que os mesmos vinhos da iniciativa realizada no Castelo, quando provados num local privado, acentuam os taninos e realçam aromas a frutos vermelhos, chicória e chocolate,

- Novembro: Azeites de São Marcos, uma iniciativa que pretende trazer para Silves todos os stocks de Azeite Gallo e Oliveira da Serra à venda em São Marcos da Serra. Estarão também em exposição, devidamente numeradas, todas as 562 azeitonas produzidas na Freguesia em 2010

- Dezembro: O Pai Natal desce à Fábrica, em noites diferentes a presidente em pessoa vestirá o fato do bonacheirão personagem e descerá do castelo, presa numa grua, para entregar presentes às crianças, aos idosos e aos funcionários da autarquia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De PINTO a 01.04.2010 às 11:06

Não entendo essa obrigação de "salvar" a fábrica do Inglês, durante anos cobraram entradas, realizaram espetáculos (alguns com verbas da Câmara!!!) e agora é isto? - era interessante tentar descobrir o que aconteceu ao dinheiro que a fábrica gerou...
Os gestores no nosso país têm de começar a prestar contas, assim como os politicos. Fazer festas e mais festas num espaço privado e assistir à degradação de um espaço publico por falta de iniciativas válidas para o local.
Enfim Silves no seu melhor...

Comentar post





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...