Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...





Agradeço ao Dr. João Ferreira e aos restantes elementos da Assembleia Municipal terem salvo a face do PS Silves votando contra o aumento das taxas de IMI no concelho. Esperemos que não volte a acontecer esta total falta de sintonia entre Vereação e partido.

 

Em post-scriptum aqui fica o Comunicado do PS Silves, onde se demonstram claramente as razões que a Vereação não viu para votar contra. (30/09/2010)

 

DECLARAÇÃO DE VOTO

 

 

         Os Membros desta Assembleia Municipal, eleitos pelo Partido Socialista abaixo assinados, declaram votar contra a Proposta de Taxas do CIMI – Código do Imposto Municipal sobre Imóveis para o ano de 2011, pelos seguintes motivos:

 

         1 – O executivo Camarário, de maioria PSD, não apresentou qualquer programa de contenção de despesas;

 

         2 – O executivo Camarário, de maioria PSD, não apresentou justificação, suficientemente sustentada, para mais este aumento de impostos;

 

         3 – A grave crise financeira e económica que afecta o País e o concelho de Silves recomenda que a Câmara Municipal não sobrecarregue com mais impostos as Famílias e Empresas;

 

         4 – O concelho de Silves, no contexto Regional, é o 6º com menor índice de poder de compra e, simultaneamente, o 5º com maior taxa de desemprego o que recomenda “bom senso” à Câmara Municipal, contenção nas despesas e alivio nos impostos;

 

         5 – O concelho de Silves, no contexto Regional, é um dos que aplica as Taxas Municipais mais elevadas, logo, desincentivadoras do investimento e, por isso, causadoras das quebras de receitas da Autarquia;

 

         6 – Em suma, mais do que aumentar impostos o que o executivo Camarário, de maioria PSD, deve fazer é gerir os dinheiros dos contribuintes com rigor, transparência e sentido de defesa do interesse público, atitude que parece ter-lhe faltado e que justifica o descalabro financeiro, operativo e de credibilidade que afecta a Autarquia de Silves.

 

         Por estas e muitas outras razões que se poderiam enunciar aos Membros do Partido Socialista, nesta Assembleia Municipal, só lhes resta a atitude de VOTAR CONTRA a Proposta de Taxas do CIMI para 2011, apresentada pela Câmara Municipal de Silves.

 

 

                 S. Bartolomeu de Messines, 27 de Setembro 2010

 

                           Os Membros do Partido Socialista

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Imagem de perfil

De José Paulo de Sousa a 29.09.2010 às 14:40

caro paulo,

espere até à ultima assembleia municipal do ano antes de se congratular...
é que este que o estima já cá anda há mais anos e já viu muita coisa ...
Imagem de perfil

De Paulo Silva a 30.09.2010 às 11:02

Meu caro,

Esta é uma questão de principio, e o principio aqui é o de que o PS Silves não pode ser um instrumento para dar cobertura à má gestão do actual executivo, regando com mais "gasolina um fogo sem fim à vista". Se daqui a um ano se acabarem as "placas das caminhadas", as contratações de "amigos", os gastos com firmas de advogados "topo de gama", as "óperas e jazzes", os passeios para a "corte" e a péssima gestão dos recursos humanos... é bem possível que a posição dos partidos da oposição seja outra.
Como bem sabe em política tudo é possível... infelizmente é uma área de que muito gosto mas da qual muito pouco compreendo.
Imagem de perfil

De José Paulo de Sousa a 30.09.2010 às 11:32

caro paulo,

não é para o ano é este ano mesmo ...

vou esperar para ver
Sem imagem de perfil

De Tânia Mealha a 30.09.2010 às 23:41

Paulo se assim fosse o teu vereador não permanente no executivo camarário não se tinha abstido...
E além disso, nem todos os deputados do teu partido votaram contra.
Ou seja, parece que é mais para confundir o eleitorado...
Sem imagem de perfil

De Joaquim Santos a 30.09.2010 às 00:13

Exº Senhores

Se cada funcionário publico desperdiçar uma folha de papel por dia quantas resmas não se desperdiçam? Acontece que cada funcionário deve desperdiçar varias folhas por dia.
Quantas resmas de papel não se jogam fora diariamente sem qualquer utilidade e porque não anualmente?
Quantas luzes (dos computadores, dos monitores, luzes de apoio, Etc ) por todos esses institutos públicos e organismos do estado estão neste momento acessos?
Quando não se esta a gastar diariamente e mesmo anualmente?
Será que colocar painéis solares para converter em energia solar em eléctrica nos telhados de todos os organismos do estado quanto não se ia poupara em electricidade?
Acredito que em Silves o que se gastou no JAZZ ou ópera, dava para fazer esses investimentos.
Aqui a já algum tempo alguém falou em enviar as cartas da Câmara por mail aos munícipes. Porque não implementar isso a todos os níveis? Quanto não iam poupar em correios?
Todos nós recebemos as cartas de pagamento da água por correio porque não por mail, como faz a EDP e mais empresas privadas, quanto não se ia poupar.

Possivelmente o que falta nos executivos camarários é vontade de inovar e poupar.

Com os melhores cumprimentos

Joaquim Santos
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.09.2010 às 16:16

E o Serpa? Já se demitiu?
Sem imagem de perfil

De chico a 30.09.2010 às 21:25

o dr Fernando Serpa fazer o que diz que fazia era uma medida mais radical que o novo orçamento de estado. Acreditam no pai natal?
Sem imagem de perfil

De zé a 30.09.2010 às 22:16

Figueiredo és tu?
Sem imagem de perfil

De Manuel Ramos a 01.10.2010 às 01:15

Se nem todos os membros do PS na AM tiveram o mesmo sentido de voto, existe qualquer coisa nesta declaração de voto que não bate bem ("os Membros do Partido Socialista, nesta Assembleia Municipal, só lhes resta a atitude de VOTAR CONTRA"), ou faltou dizer, ou faltou prever essa(s) dissidência(s).
Faltou também explicar nesse comunicado por que se abstiveram os vereadores do PS na câmara, e que plano foi esse de contenção de despesas exigido pelo grupo do PS na AM, cuja não apresentação condicionou o sentido de voto. Que me lembre quem falou nisso foi o vereador Serpa, mas nem essa "pseudo" exigência contrariou o seu sentido de voto, o que faz disso não argumento.
E mais uma vez, não sei porquê, mas parece-me aqui ter um "dejá entendu"! Façam o seguinte exercício: leiam o comunicado, não em termos locais mas nacionais, substituam Silves por Portugal ( no ponto 6), PSD por PS, executivo camarário por Governo, contexto regional por europeu, e o que é que ficam a pensar? Estes senhores falam todos o mesmo dialecto...e, no essencial, "são farinha do mesmo saco"! Só que uns têm maioria no governo, os outros na autarquia...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.10.2010 às 11:51

Este camarada faz um contorcionismo rebuscado e diabolizante para arranjar argumentos para a sua tese de tentar confundir PS com PSD.

Parece-me que lhe é muito difícil destrinçar estas duas forças políticas.

Talvez encontre no seio do partido de que se advoga simpatizante, alguém que o ajude neste imbróglio e o esclareça que o cêrebro está dividido em dois hemisférios. Um cognitivo e o outro sensitivo. Melhor dizendo, um situa-se à esquerda e o outro à direita!

Passe bem camarada....

Comentar post





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...