Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...





Parece que alguém na CMS tem um grave problema quando o assunto são metros cúbicos (m³)…

 

 

O metro cúbico (símbolo: ) é uma unidade de medida para volumes equivalentes a mil litros. É o padrão no Sistema Internacional de Unidades, e é derivado do metro, sendo equivalente a um cubo (sólido) com arestas de 1 metro. O metro cúbico equivale também a um quilolitro.

 

De acordo com um relatório sobre o Viga D’Ouro, que me foi enviado por um anónimo que me garantiu que isto era público (ou deveria ser), podemos concluir que as “contas” não são o forte “daquela malta”… ora reparem nos excertos que seleccionei para vocês sobre o fornecimento de inertes e pavimentação de espaços pela dita empresa à CMS:

…foram fornecidos 1.379 m3 de inertes para tapar valas com 698,4 m3.

… foram fornecidos 11.247 m3 de inertes para tapar valas com 3.858 m3.

… foram fornecidos 7.441,7 m3 de inertes para tapar valas com 1.654,4 m3.

… foram fornecidos 2.059 m3 de inertes para tapar valas com 480 m3.

… foram fornecidos 815 m3 de inertes para tapar valas com 232,4 m3.

… foram fornecidos 10.544 m3 de inertes para tapar valas com 923,2 m3.

… foram fornecidos 4.874 m3 de inertes para tapar valas com 1.200 m3

… foram fornecidos 13.147,6 m3 de inertes para tapar valas com 4.012 m3.

admitindo que as valas foram integralmente cheias com os inertes fornecidos, verifica-se que foram fornecidos 12.872 m3 de inertes para tapar valas com 2.432 m3.

tal permitiria pavimentar cerca de 10.644 m2 de arruamentos. No entanto a pavimentação em betuminoso apenas refere 1.155,75 m2.

… com o material fornecido seria pavimentada uma área de 8.075 m2 o que parece estar longe de corresponder ao tamanho do arruamento da Urbanização (cerca de 180 m de comprimento por 5 a 6 m de largura).

Poderia passar nisto a tarde toda, mas a minha vida não é esta. Como em tudo na vida existem duas perspectivas sobre este assunto:

A-     Estamos perante um caso sério que tem que ter consequências para os responsáveis. É bom não esquecer que tudo isto foi (ou vai ser) pago com dinheiros públicos e que não podemos continuar cheios de medo que nos processem por exigirmos explicações a quem deveria gerir esses dinheiros.

B-      Estamos perante uma administração que, estoicamente, não facilita e por isso certifica-se que as valas estão bem tapadas nem que para isso tenha que gastar mais…

Cada um compra a versão que quiser, embora lendo um dos primeiros parágrafos do documento eu me incline mais para a primeira:

Regista-se, para este último caso, um conjunto de cerca de 1200 facturas apresentadas entre 29 de Dezembro de 2004 (factura n° 1) e 12 de Julho de 2006 (factura n° 1482), todas em nome da mesma empresa Viga d'Ouro - Construções, Lda., com valores de facturação que não excedem o valor de 4.987,98 € (1.000 contos) acrescido do correspondente IVA e que, no conjunto, totalizam um valor superior a 4.900.000€.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Moita Carrasco a 15.06.2011 às 12:33

Após esta descrição do que é o metro cúbico concluo que para dar o destino merecido a este grupo de "inertes", seria necessário uma cela com pelo menos 60 metros cúbicos.
Diríamos então que ficava cada inerte com uns 10/12 metros cúbicos só para ele. Isto claro se não aparecerem mais inertes!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.06.2011 às 15:18

Isto é uma vergonha. Alguém acreditará que a presidente de câmara não sabia o que se estava a passar e não beneficiou da vigarice? PARA A PRISÃO JÁ.
Sem imagem de perfil

De INFARMED a 15.06.2011 às 16:26

Isto é verdade?????????????!!!!!!!!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.06.2011 às 18:06

Em resumo, onde se lê "foram fornecidos inertes..." deveria ler-se "foram pagos inertes que não foram fornecidos." Percebi bem?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.06.2011 às 21:33

NÃO ESQUECER QUE A SENHORA PRESIDENTE É FORMADA,É FORMADA EM GEOGRAFIA E NÃO EM INERTES:
Sem imagem de perfil

De Joaquim Santos a 15.06.2011 às 23:56

Exº Senhor
Paulo silva

Vi o seu post e fiquei de veras alarmado sobre o seu ponte de vista
Contudo e como e do seu conhecimento os reformados como não tem nada para fazer ou conversam com outros reformado ou então andam a bisbilhotar ou em ultimo caso vão aos bailaricos e festarolas.
Mas voltando aos seus inertes julgo que deveriam fazer uma experiencia na praia. Colocar num balde cheio de areia e depois molhar pressionar. E não é que o balde que estava cheio ficou um pouco mais vazio.
Pergunto será que esses inertes a mais não foi para ocupar um espaço que poderia ficar em aberto?
Mas continue a pensar se não foi inertes a mais?
E quantos inertes a mais não há por esses estado fora? Basta ver as dúvidas do tribunal de contas, visto terem apresentado o valor de 150 000,00€ pela reparação de uma porta.
Não era o Srº José Sócrates que tinha uma dezenas de motoristas e respectivos carros apenas para um ex 1º Ministros?


Com os melhores cumprimentos

Joaquim Santos

Comentar post





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...