Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...



subscrever feeds



Cá temos a prova de que não é com museus e “montanhas” de dinheiro que se leva a cultura ao povo.  A  Junta de Freguesia de S. Bartolomeu de Messines relembra João de Deus, com o espectáculo de leitura de poemas e música:  “Entre palavras e música”, no dia 10 de Março, pelas 21 horas, no Auditório da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Messines.

 

Esta é uma iniciativa conta com as presenças do Professor António Cândido Franco e do músico Eduardo Ramos. Está inserida no Programa das Comemorações do 177º aniversário do poeta e pedagogo messinense, João de Deus.

 

Louvável a iniciativa da Junta de Freguesia e a colaboração da CCAM. E bem a propósito destas duas instituições lanço aqui uma ideia ao José Vitor: Devolver à memória de Francisco Vargas Mogo e da família tudo o que fez pela freguesia (e não só). Julgo que o nome numa rua não é suficiente.

 

Bombeiros, Casa do Povo, Junta de Freguesia, CCAM, Messiaco, etc… etc… Tudo o que foi feito em prol da nossa freguesia nas últimas décadas teve – directa ou indirectamente – o dedo de Francisco Vargas Mogo. Na minha adolescência cheguei a embarcar em “contos” de terceiros e a agir de forma critica em relação a essa figura messinense. Mas os factos e a verdade prevalecem sempre sobre a intriga e a mentira. Hoje sou dos que nutre uma profunda admiração pela obra deste homem. Ideia lançada…

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De euviumsapo a 01.03.2007 às 21:42

Palminhas , mãos ao ar, nestes anos de comemorações do Poeta e Pedagogo, nunca que ninguém fez uma leitura de poemas com música, mas ninguém mesmo, parabêns pela ideia deveras inovatória da Junta de Freguesia de São Bartolomeu de Messines, é esta e a romagem à estatua pelas escolas da freguesia, vamos lá inovar e para o ano no 8 de março faremos uma excursão ao panteão e as criancinhas levam um malmequer e um margarida para colocar no tumulo do nosso ilustre Poeta.
Falemos então da Grande Figura de Francisco Vargas Mogo, e quando digo Grande, faço-o porque foi deveras uma grande homem em tamanho, em acções, em postura. Se Messines tem as infraestruturas que tem a este grande homem o deve, acrescento a todas as entidades que enumerou , o Jardim Escola João de Deus e a Casa Museu João de Deus.
O Sr Vargas não era um homem a quem pudessemos ficar indiferentes , foi um homem de uma paixão extrema pela sua vila, foi um lutador, um empreendedor, um sonhador, um Homem com uma visão de futuro objectiva e concreta, com metas muito bem definidas, um Messinense que viveu sempre na linha da frente .
O Facto da vila de São Bartolomeu de Messines ter ficado denominada no mapa de Portugal a este excelente homem o deve.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...



subscrever feeds