Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...





Não conheço a autora da carta, mas concordo plenamente com ela. A mim as caravanas sem controlo incomodam-me, tal como a discriminação de que qualquer silvense seria alvo se quisesse fazer coisa parecida. Para mim o concelho deve ser óptimo para quem lá vive antes de ser bom para quem o visita. Texto original publicado no Jornal O Barlavento.


 

«Parques de caravanas gratuito em Silves (só para estrangeiros) ou bairro da lata de luxo»
 
Foto
d.r. Ver Fotos »
Autocaravanas
 

Carta ao diretor Exmos Senhores Agora que a cidade de Silves ficou famosa pela célebre visita de um tornado, cujo abençoado vento trouxe uns milhões de euros à Câmara, como uma lufada de ar fresco num tórrido dia de Sol do nosso Verão algarvio, quando tiverem tempo, visitem os Parques de Caravanas de Silves, porque vale realmente a pena.

TEMAS: Cartas ao diretor

Um deles até apareceu na televisão (não sei em que canal porque raramente vejo Tv), via-se uma caravana muito mal tratada pelo vento e um estrangeiro com uma ligadura na cabeça a queixar-se da sua desventura. Coitado!

Os dois parques são totalmente gratuitos, podendo os visitantes permanecer até um ano no mesmo estacionamento. Cada caravana tem direito ao espaço envolvente da mesma. Onde se podem ter mesa e cadeiras, estendal, parqueamento para bicicletas ou motorizadas, painel solar, espaço para o cão e tudo o mais que necessitar. Onde despeja o lixo é indiferente, onde se abastece de água também não importa e onde se despejam as latrinas também só Deus sabe. Mas tudo isto é GRATUITO. 

Silves oferece o Sol, o Espaço e o acolhimento caloroso dos seus habitantes. Tudo o que um estrangeiro munido de caravana tem de fazer é escolher entre a Vista Rio e a Vista Castelo. Depois é só abancar e deixar-se estar... uma semana ou um ano, o que interessa? É de borla!!!

Em Lisboa, ao pé do rio é proibido estacionar caravanas, tem um sinal e vem logo a polícia. Em Silves pode-se viver! E no concelho de Silves há um Parque de Caravanas legal, em Armação de Pêra, só que tem as infraestruturas todas e é pago. Eu não sou dona do Parque legal nem conheço o dono, acredito que tem despesas e paga pelo espaço de que dispõe. O que me choca é que se um habitante de Silves, ou vários, quisessem viver em caravanas em Silves ou na terra dos que aqui habitam nelas, isso não seria permitido, porque é ilegal. Além de ser ilegal, é assim que o concelho de Silves contribui para que o Turismo no Algarve seja lucrativo? As duas centenas de caravanistas fazem despesa, vão ao Continente às compras. E o dono do Continente agradece mas o senhor não tem nada a ver com Silves.

E o mais engraçado é que os caravanistas estão num jardim à beira-rio, com bancos para os habitantes de Silves, mas se os habitantes não tiverem o bom aspeto que os estrangeiros exigem, chamam a Guarda e as pessoas são convidadas a afastar-se porque em primeiro lugar vem o bem-estar dos caravanistas ilegais.
Onde é que está o Paraíso do caravanista? Em Silves! GRÁTIS.

Melhores cumprimentos
Ana Féria

Autoria e outros dados (tags, etc)


7 comentários

Imagem de perfil

De Paulo Silva a 15.03.2013 às 22:51

Aqui fica uma tradução relâmpago deste último comentário... achei muito pertinente. As minhas desculpas se a tradução foge em algum momento ao espírito do texto:

"O facto de estar atento a estes penetras é bem conhecido, mas este ano a praga atingiu níveis muito superiores.
No sábado apanhamos uns amigos para uma visita guiada ao Algarve, começamos em Silves, onde os lugares de estacionamento na zona ribeirinha não foram fáceis de encontrar, tantas as auto-caravanas que ali assentaram arrais. Depois fomos a Alte almoçar, o parque junto às fontes estava cheio de auto-caravanas que claramente estavam lá há algum tempo. Acabamos em Paderne, onde tencionávamos caminhar até ao Castelo e desfrutar da natureza envolvente e das vistas espectaculares. Adivinhem o que encontramos estacionado em Boliqueime??
Em Carvoeiro elas podem ser encontradas nos poucos lugares de estacionamento das arribas ou nas estradas do Algarseco. Nem sequer falamos de Alvor, Galé e muitos outros lugares arruinados por elas.
Albufeira e Lagos têm agora lugares de estacionamento, provavelmente pouco populares, uma vez que não estão na primeira linha de mar nem perto de monumentos ou locais turísticos.
Está a chegar a altura das Câmaras lidarem com este problema e insistirem em que as auto-caravanas usem locais próprios onde paguem pelos serviços que usam, em vez de desfrutarem de férias subsidiadas pelos contribuintes algarvios e portugueses em geral."

Comentar post





Comentários recentes

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...

  • Lucas

    Eu cá gostava mais das entrevistas do Serpa, reple...