Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...



subscrever feeds



Tenho sempre alguma dificuldade em “engolir” uma certa esquerda… aquela esquerda que se esgota na ideologia, sem pingo de realidade, e que muitas vezes me parece mais falsa do que a religião. Respeito as pessoas, até gosto de muitas delas e da sua nobreza de espírito… mas era bom que parassem para pensar a ver se chegam à conclusão lógica: se querem ser levados a sério, têm que começar a falar de coisas que façam sentido.

 

Eu dou-vos um exemplo: Dizia-me “fulano”, há tempos, que “era inaceitável a CMS ter dobrado o número de funcionários durante os mandatos de Isabel Soares, que – palavras do fulano – enquanto o orçamento fosse canalizado para custos com pessoal o concelho não haveria de avançar”. Concordando com tudo o que dissera, sugeri que seria acertado dispensar aquelas pessoas que estão na CMS por razões que a própria razão desconhece… a conversa prosseguiu…

Dias depois, uma terceira pessoa disse-me que “fulano” estava indignadíssimo comigo e colocaria em causa todo o movimento cívico de que faço parte porque “não pactuaria com políticas de direita que visam destruir emprego.” Ora m****!!! Como querem ser levados a sério assim?!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...



subscrever feeds