Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...



subscrever feeds



Um jornal que é distribuído na rua por políticos diz muito da qualidade e isenção do jornalismo que pratica. Da mesma forma, políticos que distribuem como material de campanha um jornal também transmitem claramente a mensagem da falta de escrúpulos que têm.

Que me perdoe o Luís Coelho, de quem tenho a melhor impressão e muitas boas recordações (da sua passagem por Messines), nestas fotos apanhado com “aquilo” nas mãos. Eu até sei que as ordens para distribuir “aquilo” vieram directamente do candidato… a energia que não teve a dar ordens para votar contra os ajustes directos à PLMJ, teve-a agora para meter os seus candidatos à Junta a distribuir a Voz de Silves.

Os candidatos mais “noviços” nestas andanças sujeitam-se, já tinha acontecido na inauguração da sede de campanha em Armação de Pêra… mas os mais experientes não embarcam nisso. João José não o fez em Tunes e tenho muitas dúvidas que o José Vítor Lourenço o faça em Messines. A dignidade de uma pessoa não se vende.

Seria interessante refrescar a memória aos socialistas deste concelho sobre aquilo que a Voz de Silves disse e insinuou ao longo de mais de uma década, nos tempos da “outra senhora”. Se tiver tempo haverei de ir à Biblioteca Municipal de Silves e fazer um “Best of”… fica prometido. Até lá, e seguindo-se ao "turismo religioso", fica o registo de mais uma prática... digamos... como é que hei-de colocar isto... de uma "esquerda esquisita"!!! Faz lembrar o "jornal do regime" da "esquerda salazarista".

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De António Duarte a 01.09.2013 às 14:36

Por favor, não exagerem. A imprensa que se publica no concelho não tem tem sido assim tão decisiva para fazer os resultados eleitorais penderem para este ou para aquele lado. Não sei se sabem que o analfabetismo total ainda era
muito e analfabetismo funcional, ainda mais. Numa votação renhida, poderão fazer a balança pender para um lado, mas não foi propriamente por causa da Voz de Silves que Isabel Soares teve duas maiorias absolutas. António Guerreiro tinha um bom programa, nas eleições de 2001, mas o eleitorado achava Isabel Soares muito mais bonita e com um palavreado mais sedutor...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.09.2013 às 17:17

Passarei por cá depois das eleições, isto é demasiado reles e sem qualquer nexo, ao autor do blog deixo as melhores das sortes, sou DO PS, e conheço o Paulo, uma coisa lhe digo eu nunca vi tanta união dentro do PS do concelho, eu nunca vi tanta união e vontade de trabalhar.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...



subscrever feeds