Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...





Eu já decidi...

24.09.13

A sondagem alegadamente encomendada pelo PS e as entrevistas dos 4 candidatos ao “Terra Ruiva” tem dominado as conversas na blogosfera e na rua.

Sobre a sondagem pouco mais há a dizer. Pedi à Eurosondagem que me confirmasse a autoria da sondagem e os resultados… não obtive ainda qualquer resposta oficial. Coisa que entendo, uma vez que se trata de uma empresa privada que supostamente terá feito um trabalho particular a pedido de um cliente. Parece-me estranho que uma sondagem em Silves tenha, para a mesma margem de erro e confiança, mais 300 entrevistas do que uma outra sondagem, feita pela mesma empresa em Loures, onde a população é mais do dobro.

Concordo com o António Guerreiro quando diz que esta sondagem não encontra “aderência” nas ruas e tenho para mim que andará longe da realidade no dia 29. Evidentemente quero também agradecer ao António Guerreiro o seu comentário que em muito enriqueceu este espaço.

Sobre a entrevista no Terra Ruiva, começar por dizer que foi pena a Paula Bravo não ter optado por entrevistas pessoais e específicas para cada candidato. Compreendo porque sei que com o tempo e os recursos disponíveis tal façanha não se afigura fácil.

Gostei da entrevista do David Marques, nota-se a irreverência e a vontade de fazer. Existem ideias, projectos e uma matriz de esquerda no seu discurso. Destaco a parte de “nacionalizar os terrenos da Galilei”… demonstra coragem e convicções fortes.

 

Gostei da Rosa Palma. O seu pragmatismo e a boa equipa que tem tornam-se evidentes a cada dia que passa. Passa uma mensagem de confiança, de trabalho e de rigor que tanta falta têm feito a este concelho. É bem patente que existe um programa e ideias para todas as freguesias.

Não gostei de Rogério Pinto. Nem comentário me merece. Aquele concelho de que ele fala não existe, a não ser na sua cabeça. É urgente que o PSD passe por uma "cura" de oposição e desintoxique o concelho dos seus boys e girls.

Não gostei de Fernando Serpa porque mente logo na primeira palavra que diz: “ACEITEI ser candidato…”. Só aceita ser candidato quem foi convidado para sê-lo. Seria bom que Fernando Serpa dissesse quem o convidou. Na verdade ele impôs-se candidato, contra a vontade das forças vivas do partido no concelho e no distrito, em nome de um projecto pessoal e de uma agenda oculta e escabrosa. Quanto ao resto, banalidades e conversa para tolos.

Somando a entrevista e a sondagem tomei a minha decisão. A sondagem demonstrou-me claramente que, para não arriscar ter Serpa ou Pinto na liderança, só há um caminho. Sabemos que a CDU vale sempre mais do que as sondagens indicam, mas mesmo assim convém não arriscar. Só me custa pelo David, de quem gostei imenso. Pelo António, que muito prezo. Mas, não posso votar em dois e por isso vou ser prático e pragmático. Mais uma vez vou confiar o meu voto a Rosa Palma e à equipa da CDU. Acredito que possam fazer um bom e honesto trabalho pelo concelho de Silves. Para a Assembleia Municipal o meu voto será em Fátima Matos, com todo o carinho e admiração que ela me merece. Fez uma bela campanha, muito acima de todos os outros.

Há mais de 2 anos que entreguei o meu cartão de militante do PS. Não penso voltar a ser militante de nenhum partido, pelo menos enquanto os partidos continuarem a ser agências de emprego sem projectos, nem ideias, nem consciência comunitária. Sou por isso livre e é nessa qualidade que tomei esta decisão.

Autoria e outros dados (tags, etc)


12 comentários

Sem imagem de perfil

De João R a 25.09.2013 às 01:44

O doutor Serpa não pode ser acusado de colaborar ou compactuar com nada do que aconteceu neste concelho durante os seus mandatos como vereador. Na verdade apenas nos últimos 2 anos ele teve a responsabilidade de conduzir politicamente o PS de Silves. Antes disso teve que sujeitar-se aos interesses instalados e àquilo que quiseram que ele fizesse. Se há quem tenha que ser acusado de compactuar com o PSD então que apontem o dedo aos que dirigiram o PS Silves, ao destabilizador deste blogue, aos que vieram de fora tentar ser candidatos, aos restantes vereadores socialistas que sempre lá estiveram primeiro pelo tacho e depois pelo tacho. Os comunistas são os das alianças com o PSD, também lhes servirá o barrete.
Sem imagem de perfil

De TUDOAOCONTRARIO a 25.09.2013 às 14:44

Ao ler comentários do tipo do Sr Joao R, percebe-se porque o país está na bancarrota.. e possiveis Passos ou Socrates que surjam.. terão sempre lugar na nossa politica caseira. 
Por si, não tenho pena.. mas LAMENTO porque todos os outros.. tambem cá vivem e tem que gramar politicos que se servem dos cargos e outros 'tachos'.. e não pensam em servir os seus constituintes.
Simplesmente lamentável! 

Comentar post





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...