Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...



subscrever feeds



A primeira freguesia apurada no concelho de Silves foi São Marcos da Serra, por lá ganhou José Folgado e mantém a maioria absoluta, para a Câmara Municipal ganha o PSD na aldeia serrana... começa assim a definição do espectro politico do concelho.

 

A surpresa pode mesmo vir de Messines onde, tudo indica, a CDU pode ganhar a Junta...

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

11.10.09

Parece que Lisboa vai mesmo ter sentido nos próximos 4 anos! António Costa é, segundo as sondagens o vencedor em Lisboa. Um grande noticia para o PS... esperamos que o próximo a vencer os "cromos" do despesismo e politiquismo seja José Apolinário, em Faro.

 

No Porto a arrogância de Rui Rio vai "brindar-nos" com mais 4 anos. Pelo menos é o que dizem as sondagens.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Já falta pouco para se saber quem ganhou de facto estas eleições no concelho de Silves. As expectativas são grandes em todas as forças políticas e, nunca como este ano, estiveram reunidas tantas condições para que o cenário autárquico mudasse. Para já deixo-vos com os resultados das últimas eleições autárquicas em 2005:
 Resultados em Silves, 2005:
PPD/PSD | 7395 votos | 44,18%
PS | 4611 votos | 27,54%
PCP-PEV | 3225 votos | 19,27%
B.E. | 533 votos | 3,18%
CDS-PP | 166 votos | 0,99%
 
Em Messines os resultados foram:
PPD/PSD | 1466 votos | 35,07%
PS | 1223 votos | 29,26%
PCP-PEV | 1142 votos | 27,32%
B.E. | 102 votos | 2,44%
CDS-PP | 53 votos | 1,27%

Autoria e outros dados (tags, etc)

Deixo-vos aqui uma recolha do que foi dito pelos candidatos a propósito da Central de Lamas. Prometo a todos que, já na próxima semana, vou começar a trabalhar para que este assunto tenha o final que deve ter: outras paragens!


Deixo "à posteriori" uma carta enviada pela Junta de Freguesia de Messines à CMS, sobre o mesmo assunto. 


Exmo(s) Senhor(es)
MUNICIPIO DE SILVES
LARGO DO MUNICÍPIO
SILVES
8300-000 SILVES
 
 
 

Sua Referência
Sua Comunicação
Nossa Referência
Data
13768
19/06/2008
405/2008
24-07-2008

 
 

ASSUNTO:
Alteração ao Plano Director Municipal de Silves - Sitio do Escolar em S. B. de Messines Consulta Pública
 

 
 
No âmbito da consulta pública vem esta Junta de Freguesia de S. Bartolomeu de Messines, informar da posição da autarquia, relativamente ao assunto em epígrafe.
 
1.    A JFSBM considera que embora seja pertinente a existência de uma unidade de tratamento e valorização de lamas provenientes de estações de tratamento de águas residuais, de modo a colmatar lacunas ainda existentes numa área tão sensível como seja a da saúde pública, que implica necessariamente a preservação de boas condições ambientais, deverá a mesma, para além das questões ambientais, sempre presentes e sempre prioritárias, sujeitar-se a uma localização que respeite outros critérios, tendo em conta aspectos quer de proximidade aos centros fornecedores das matérias a tratar, designadamente ETAR’s, quer de custos de exploração, ou outros, devendo essas questões, bem como muitas outras, ficarem salvaguardadas em estudos e análises realizados por entidades competentes e, consubstanciados com critérios valorativos do ponto de vista economicista e de custos-benefícios, para as populações directamente afectadas e/ou intervenientes no processo.
 
2.    Não cabendo a esta Junta de Freguesia de S. Bartolomeu de Messines, pronunciar-se sobre esses aspectos, resta-nos tão-sómente, chamar a atenção para alguns outros aspectos que possam, de alguma maneira, afectar a população da freguesia, mormente, a população que vive na vizinhança próxima da localização prevista para a instalação da unidade de tratamento de lamas, que se prevê para o Sítio do Escolar.
 
3.    Assim, e no âmbito da nossa competência, chama-se a atenção para o facto de virem a ser salvaguardadas questões, que consideramos como elementares, e que se prendem com os níveis de ruído, emanação de gases para a atmosfera (vulgo cheiros pestilentos ou nauseabundos), contaminação de solos, linhas de água e aquíferos, etc.
 
4.    Embora se destaque, por outro lado, a hipótese ou perspectiva de vir a ser construída uma unidade industrial que poderá criar alguns postos de trabalho directo e, o aproveitamento dos resíduos orgânicos finais, como nutrientes para aplicações na agricultura, interessa, sobretudo, preservar uma zona do território ainda livre de impactes negativos devidos ao desenfreado, especulativo e deficiente ordenamento urbanístico.
 
5.    Por outro lado, embora fora do âmbito desta Junta de Freguesia, considera-se também pertinente o facto de se tratar de uma unidade de recolha e tratamento de lamas provenientes de diversas ETAR’s instaladas, a funcionar e espalhadas pelo território do Algarve, devendo por isso, encontrar-se envolvidos todos os Municípios directamente interessados, resultando daí um projecto inter-municipal que garantisse o investimento previsto e a sustentabilidade económica, o que é totalmente omisso no estudo agora apresentado.
 
6.    Sobre a unidade de tratamento, agora em fase de avaliação ambiental, vem a propósito relembrar outras intervenções da Autarquia de Silves, que tem como exemplos negativos as estações de tratamento de águas residuais do Falacho e de Alcantarilha, não se mostrando a criação desta nova unidade com garantias de funcionamento que eliminem a totalidade dos impactes negativos, tanto mais que a avaliação ambiental, não abarca estudos pormenorizados sobre o processamento de lamas e/ou emanação de poluentes para a atmosfera, entre muitos outros aspectos não contemplados no estudo.
 
7.    Faz-se referência também à chamada de atenção de algumas entidades consultadas, como seja as Águas do Algarve, que se marginaliza deste projecto, informando que desenvolve estudos para uma solução diferente e, alerta para a implantação de medidas que deverão ser tomadas, de forma a evitar a contaminação do aquífero Querença/Silves.
 
8.    Por outro lado, também a CCDR, embora considerando que esta unidade poderá vir a constituir uma mais valia para a região, não deixa, contudo, de chamar a atenção para a ponderação necessária em relação ao aumento previsional do tráfego rodoviário de cargas pesadas, o que acarreta, consequentemente impactes negativos nas vias de acesso envolventes e na poluição do ar atmosférico, quer na proximidade da unidade industrial, quer nos corredores de movimentação dos camiões de transporte das lamas.
 
9.    Convém assinalar também as referências oriundas da Direcção Regional de Agricultura e Pescas, que releva a importância de serem apresentadas outras alternativas de localização de empreendimentos de depuração de lamas, mais distanciados das habitações envolventes, que no caso em estudo, aparecem algumas na vizinhança próxima da unidade a instalar.
 
 
 
Em conclusão;
 
10.Embora não dispondo esta Junta de Freguesia de S. Bartolomeu de Messines, de informação técnico-científica que possa sustentar uma rejeição da localização agora apresentada (a informação que se
 
encontra disponível no estudo de Avaliação Ambiental, limita-se a indicar factores críticos assinalando (-), (0) e (+) para os critérios de avaliação);
 
11.Não pode, por outro lado, perfilhar uma decisão de acolhimento acrítico a uma unidade de tratamento de lamas que terá forte impacte ambiental na região próxima do seu núcleo habitacional mais importante que é a Vila de S. Bartolomeu de Messines;
 
12.Assim, e perante uma situação de que não podemos tomar decisão abalizada, pelas razões aduzidas, resta-nos aguardar pela divulgação de critérios melhor sustentados, ou delegar a tomada de decisão a entidade melhor apetrechada para esse efeito.
 
O Presidente
 
_________________________
José Vitor das Neves Lourenço

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Sobre o assunto da Central de Lamas reuni alguns links de interesse que podem ajudar à discussão:
No site da Junta de Freguesia de Messines foi publicada uma menção ao assunto (têm que puxar a página até ao Edital da CMS)
publicado a 24 de Julho de 2008
No site do Bloco de Esquerda foi publicada, a 23 de Setembro de 2008, a seguinte notícia
Notícia da Algarve FM, a 2 de Outubro de 2008
Temos também este documento da CMS sobre o assunto (PDF):
publicado a 10 de Outubro de 2008
No Jornal Barlavento saiu a seguinte notícia
a 7 de Novembro de 2008
A 29 de Junho de 2009 saiu no Correio da Manhã
O site do PCP também falava do assunto em Fevereiro de 2009 (PDF) (Página 3 à direita)
Mais um documento da CMS (Word) (Página 8, 2º parágrafo)

Parece-me que existe aqui "pano para mangas".

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

A entrevista da Dra Isabel Soares foi aquilo que se esperava… eu acho que ela acredita mesmo nas coisas que diz e como tal nem vale a pena dizer nada.
Quero apenas chamar a atenção para a questão da Central de Tratamento de Lamas. Diz a senhora que não autorizou nada nem decidiu nada. Toma-nos a todos por parvos ao insinuar que uma empresa privada vai começara uma obra e “torrar a massa” sem ter a garantia de que o projecto é para avançar.
Esta semana (como demonstra a foto) foram colocados, até ao local, postes de média tensão (normalmente utilizados em industrias e coisas deste género)… quer a senhora fazer-nos crer que aquele balúrdio de dinheiro já ali gasto é “o risco do negócio”?! Se assim é este tipo (empresário) é uma espécie de Madoff!!!
Cá para mim esta vai ser mais uma do género “Salt Beach” e Viga… os tipos atravessam-se a pensar que está gente séria na câmara e depois PIMBA! Lixam-se! O que para a população, e neste caso, até convinha.

Apenas mais um registo da entrevista: "Já me aliei ao Bloco de Esquerda... na marcha lenta..." disse a Dra Isabel Soares - a propósito da EN 264 (Algoz - Messines) e da marcha lenta que o Bloco de Esquerda organizou. Uma palavra apenas: Hilariante!

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

A entrevista da Dra Lisete Romão, hoje na Algarve FM, pode ter duas leituras distintas:
Para quem não está por dentro das questões partidárias e politicas do concelho (que, acredito, são a maioria dos ouvintes) a Dra Lisete Romão esteve muito bem. Marcou a diferença face ao estilo de Isabel Soares, procurando transmitir a ideia de que com ela a presidente as pessoas serão ouvidas, a oposição respeitada e o rigor na gestão restabelecido. Ficou patente que a candidata está melhor preparada que há 4 anos e que as quezílias partidárias que teve (e tem) que enfrentar a tornaram melhor politica.
Para quem conhece minimamente o que se passa no PS Silves e na cena política local a prestação da Dra Lisete Romão foi o retrato fiel daquilo que podemos esperar dela como presidente: outra Isabel Soares. Mentiu a “jorros”, foi falsa, “sacudiu do capote” responsabilidades importantes e manipulou informação a seu bel-prazer.
Começou por dizer que “não conhece as pessoas que apoiaram o ex-candidato Carneiro Jacinto”, escamoteando assim a acusação de não ter convocado para as listas socialistas pessoas que apoiaram o jornalista. Ora a verdade sobre este assunto é que, além de não ter aceite incluir nas suas listas essas pessoas (os proscritos), ainda efectuou pressões (quase todas bem sucedidas) para que nenhum entrasse nas listas da Assembleia Municipal e Assembleias de Freguesia. Disse de seguida que “manteve com Carneiro Jacinto amigáveis conversas” quando na realidade quebrou uma série de compromissos políticos assumidos com ele apenas com o objectivo de “agarrar o lugar”.
Depois disse que “era falso que a sondagem encomendada pelo PS tivesse resultado num empate técnico”. Eu tive oportunidade de ver a sondagem e a minha formação em sociologia é mais do que suficiente para poder dizer que a sondagem deu um empate técnico (isto foi confirmado por uma autoridade na matéria). De facto a Dra Lisete Romão estava à frente de Carneiro Jacinto mas a sua vantagem era inferior à margem de erro da sondagem o que, estatisticamente, é designado por “empate técnico”. Deixo para outro “esmiuçar” se um empate técnico naquela altura podia significar que Carneiro Jacinto estaria em melhores condições de ganhar a câmara.
Disse ainda “que tentou fazer uma coligação de esquerda”. Outra mentira de todo o tamanho. De facto sei que ela no início do ano contactou o BE para saber da disponibilidade para a apoiar. Depois disso só se voltou a falar de coligação de esquerda quando eu e outros dois amigos tentamos (e conseguimos) reunir os líderes das principais forças políticas para discutir a possibilidade de uma coligação de esquerda liderada por um nome de consenso. A Dra Lisete Romão compareceu a esse jantar (tal como o líder do BE e 2 representantes da CDU) mas deixou no ar a ideia de que apenas lá foi porque julgava que a proposta era toda a esquerda apoiá-la a ela. De facto ouve duas “Lisetes Romão” nesse jantar: uma agradável e calma enquanto ainda pensava que todos iríamos propor que os outros 2 partidos ali presentes apoiassem o PS; outra, mais nervosa e apressada em sair dali, quando percebeu que a coligação proposta era um movimento de esquerda em que os 3 partidos apoiavam um candidato independente. Tanto quanto sei apoiar o PS não é uma coligação, logo ela nunca propôs nenhuma coligação.
Ainda em relação à proposta de coligação, a Dra Lisete Romão disse, na altura, que iria envidar esforços no sentido de fazer chegar a nossa proposta ao partido e à distrital, nomeadamente ao Dr. Miguel Freitas… coisa que nunca fez. Já na entrevista disse (e acho curioso que fale na terceira pessoa) “que o PS Silves nunca apoiaria outro candidato que não fosse o seu”, leia-se que “A Dra Lisete Romão nunca apoiaria outra pessoa que não fosse… a Dra Lisete Romão”. Podia ter dito logo... mais uma atitude "à Isabel Soares".
Depois tivemos as questões das freguesias. “Colou-se” ao Zé Vítor na questão da Alta Tensão e da Central de Lamas, mas nas duas acabou por demonstrar incoerências de discurso. Primeiro disse ter ido “várias vezes a Lisboa” por causa da Alta Tensão, mas depois acabou por dizer que o Zé Vítor foi lá sozinho, em representação do PS, para resolver o problema. Depois manifestou que, a ser eleita, cancelará de imediato a Central de Tratamento de Lamas em Messines, mas acabou por reconhecer que afinal se absteve na votação e o Zé Vítor foi o único (de todos os presentes, incluindo partidos) que votou contra!!!
Da questão do apoio de praia não falo… deixo para a malta de Armação que por certo estará solidária com a "explicação" do "mamarracho" e da falta de informação.
Estão lançados os dados. Vamos ver no dia 8 o debate com todos!

PS. Agradeço que não me venham cá com tretas de dividir o partido e etc… é óbvio que ninguém do partido vai ficar dividido com o que eu escrevo e que apenas uma minoria esclarecida de pessoas consulta este blog. É também evidente que não escrevo para ninguém porque se assim fosse estaria do lado da maioria, como é mais fácil. Considero até que é vantajoso para todos ter alguém que acrescente factos "esquecidos" a estes discursos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Entre hoje e amanhã serão entrevistadas na Algarve FM as duas principais candidatas à Câmara Municipal de Silves. Siga em directo a entrevista à futura presidente de câmara em http://www.algarvefm.pt/ ou em http://www.twitter.com/penedogrande (neste caso comentadas por myself and I).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Resolvido...

04.10.09

Está resolvido o assunto da apresentação do candidato José Vítor Lourenço: http://www.lisete2009.com/ 

 

Era bom que nos 6 dias de campanha que faltam o PS Silves desse especial atenção à nossa freguesia e reparasse a injustiça que tem cometido. Já é suficientemente mau sermos esquecidos pelo executivo... ser esquecido pela oposição é traumatizante!

 

Tenho esperança...

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Eu não acredito em bruxas mas, como diz o povo, que as há… há! Vim agora mesmo do site de campanha da Dra Lisete Romão e comprovei que as fotos do jantar de apresentação da candidatura do PS à Assembleia de Freguesia de Messines ainda não chegaram aos responsáveis da campanha socialista!!! Quer isto dizer que a dita apresentação continua a não constar das notícias do site. Hoje mesmo foi apresentada a lista de José Folgado (que, permitam-me frizar, conta também com o meu apoio total e admiração) a São Marcos da Serra e as fotos foram “instantâneas”… já lá estão. Pergunto-me: Que raio de máquina terão usado para tirar as fotografias em Messines no dia 25 de Setembro?!!!
 
Digam o que disserem, para mim isto é pura perseguição a Messines e aos messinenses. Das 29 notícias que já foram publicadas, desde que o site foi aberto ao público, nenhuma… e sublinho NENHUMA!!! fala sequer de Messines. Temos um “despiste de turistas no Algoz”, as apresentações a todas as Assembleias de Freguesia (excepto Messines), a visita de “Lisete Romão às festas do Algoz”, a “Visita à aldeia do Sobrado” e até o “Debate eleitoral em São Marcos da Serra” (que é o único com destaque)… mas de Messines, “népia”. É como se a nossa freguesia fizesse parte do concelho de Ourique!!
Como dizia um amigo meu: "Está visto que não será em Messines que Lisete Romão irá construir a discoteca!" É bem verdade. Em Messines a candidata quer construir umas piscinas municipais… a sua “preocupação” com a vila é tal que escolheu exactamente aquilo que mais preocupa os messinenses. Quem é que não ouviu já conversas deste género:
- Pá, os meus filhos estão desempregados e a minha mãe não encontra vaga no lar… o que eu gostava de umas piscinas para “afogar as mágoas”!
- Pois eu estou em vias de fechar a empresa e mandar todos os empregados para o fundo de desemprego… se ao menos eles tivessem umas piscinas para passar o tempo!
- Já eu ando passada com as chuvadas que apanho enquanto espero pelo autocarro para Albufeira… se tivéssemos umas piscinas pelo menos já estava molhada!
- Eu ando muito doente. Os médicos dizem-me que nada me pode salvar… a não ser umas piscinas municipais!
- Já temos uma “ETAR” por “decantação” e vamos ter uma central de lamas… a seguir só podiam vir umas piscinas.
O “manuelfernades9” pode dizer-me que sou “paranóico”… mas, meu caro, estas coisas dão-me mesmo cabo dos nervos!

Autoria e outros dados (tags, etc)





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...



subscrever feeds