Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...



subscrever feeds



O progresso é uma coisa fascinante! Em pouco tempo é capaz de mudar as mais profundas convicções do ser humano. Lembrar-se-á o leitor dos tempos em que a sardinha “fazia um mal terrível à saúde” por causa dos ácidos gordos (a associação das duas palavras é, por si só, intimidadora) e em que o tabaco, desde que fosse de enrolar, não “fazia mal nenhum”. Eu lembro-me e não sou assim tão velho quanto isso.

 

Vem isto a propósito das notícias que ultimamente fazem eco no nosso concelho: Milho transgénico e Muito Alta Tensão! Ainda ninguém conseguiu provar que nenhum dos dois é, ou pode vir a ser, prejudicial à saúde mas “à cautela” o pessoal manifesta-se e grita que é contra.

 

Hoje mesmo alguns agricultores “manifestaram-se” comendo umas “papinhas de milho transgénico”. Pretendem com esse acto demonstrar que podemos confiar nos transgénicos e que, afirmam, o futuro da humanidade passa por esses alimentos. O que não disseram foi se juntaram às “papinhas” uma “conquilha colonada” ou um “toucinho frito 0% de gordura”.

 

Da mesma forma o presidente da REN – apesar de igualmente suspeito – afirma que a “muito alta tensão” em nada afecta pessoas e animais (a não ser que se pendurem nos cabos, como é óbvio) tentando descansar todos aqueles que, pelo país fora, são ameaçados com os “muito altos postes” da “muito alta tensão”.

 

O mundo dá muitas voltas e sabe-se lá se, daqui a alguns anos (quando a Gillete lançar uma máquina com 14 lâminas), os putos não medem, em média, 2.10mts graças aos cereais de pequeno-almoço feitos com recurso a matéria-prima geneticamente manipulada! Ou se ainda vamos assistir a lutas entre o Sheraton e o Hyat para saber quem consegue anichar, por baixo das linhas de “muito alta tensão”, mais um hotel spa aproveitando os benefícios para a saúde dos campos electromagnéticos entretanto descobertos e provados por afamados cientistas! Que ponha as mãos no fogo quem se quiser queimar…

 

Uma coisa sei eu que não vai mudar, por muitos anos que passem: a cabeça das mulheres. Por isso termino deixando-vos uma notícia (do Correio da Manhã) que, ponho as mãos no fogo, não representa perigo de vir a tornar-se prática corrente…

 

Foi pedir namoro armado de shotgun

 

Luís Miguel Gomes, um serralheiro de 32 anos, queria declarar o seu amor à vizinha, mas em vez do habitual ramo de flores levou uma shotgun, disparando à queima roupa contra o pai da rapariga, atingindo-o na zona do abdómen (ficou ferido). Só não fez o mesmo contra a jovem, porque a arma encravou. Começa a ser julgado amanhã, no Tribunal de Vale de Cambra, acusado de dois crimes de homicídio qualificado na forma tentada.”

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...



subscrever feeds