Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...



subscrever feeds



Parece-me que algumas pessoas andam a confundir-se a meu respeito. Quero apenas lembrar que, ainda a candidatura de Carneiro Jacinto estava só na sua cabeça, já eu protestava contra esta liderança do PS/Silves. A prova é a edição de Outubro de 2005 do Jornal “Terra Ruiva”, onde pela primeira vez disse o que achava do estado do partido em Silves e das capacidades daquelas pessoas. Não sou portanto contra aquela liderança por influência de Carneiro Jacinto nem por vingança ou ódio de estimação.

 
Também não será o facto de ser militante do Partido Socialista que me fará engolir o “sapo” e vir para aqui dizer que temos que respeitar a decisão do partido, até porque eu mudei a minha militância para Albufeira e lá o líder foi muito bem escolhido. Eu sei “o que” é o partido e “quantos são” o partido em Silves e uma coisa vos garanto: a maioria dos socialistas deste concelho preferiria outro líder e outras pessoas. Aqueles “senhores” têm um feudo onde ninguém pode tocar, tudo o que fuja ao normal arrastar de processos é imediatamente rejeitado pelos responsáveis e seus “capachos”.
 
Há 10 anos atrás tentei criar uma secção da JS em Messines, reuni cerca de 30 jovens que assinaram propostas mas a acção esbarrou nos “senhores” de Silves… queriam controlar as coisas. Não sabiam quem eu, era nem que senhores servia e assim sendo tudo fizeram para abortar a ideia… conseguiram mas não descobriram quem é que eu servia, e é aqui que reside o “busílis” da questão: EU NÃO SIRVO NINGUÉM, nem ambiciono qualquer cargo político. O que eu acho é que tenho o dever (e a ele se juntou a oportunidade) de exprimir a minha opinião, de criticar o “sistema” e de ser contra as pessoas que dizem partilhar um ideal mas agem de forma diferente. Ou será que esses senhores apenas querem “jovens” a falar de política quando esses jovens beijam o chão que eles pisam?!
 
Em suma: Sou socialista mas não “papo” esquemas destes e vou continuar a falar e a exprimir a minha opinião sempre que me apetecer. Não vou apoiar (nem nada que se pareça) esta candidatura e não concordo (mas compreendo) com a retirada de Carneiro Jacinto de cena a pretexto da unidade do partido e da necessidade de lutar contra Isabel Soares. Vou mesmo mais longe e afirmo que estas eleições autárquicas serão uma palhaçada no seu verdadeiro significado: cómicas, ridículas, cheias de truques, máscaras e narizes vermelhos. O circo vem ai...

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...



subscrever feeds