Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...





Para quem ainda não sabe, saiu no jornal “O Algarve” desta semana uma “piquena” entrevista com as duas principais candidatas à Câmara Municipal de Silves, Dra Lisete Romão e Dra Isabel Soares.

 
Para a primeira Armação de Pêra é “a nossa menina dos olhos de ouro”, para a segunda um próximo mandato vai ser o do “grande investimento em termos de requalificação do Centro Histórico” de Silves. Em duas páginas de jornal a freguesia de Messines, que tem mais de ¼ dos habitantes do concelho e que tem sido a mais esquecida de todas desde o 25 de Abril, nem sequer foi referida.
Para a candidata socialista “a câmara tem tido uma gestão nada democrática” mas “o PS aceitou colaborar recentemente no empréstimo de 15 milhões” do Programa Pagar a Tempo e Horas; mesmo assim, com essa “guita” toda, “sabemos que será difícil fazer os pagamentos todos de repente” – diz a senhora doutora. Demonstra depois ter feito um levantamento exaustivo dos problemas do concelho quando diz: “Para os jovens ainda nada está feito. Não existe uma discoteca em Silves.” – aqui está! Constrói-se uma discoteca e todos os problemas da nossa juventude estão resolvidos! Continuam a não ter trabalho nem perspectivas de futuro, mas têm de certeza álcool, drogas, tabaco e razão para ir para a cama às 7 da manhã. Faltou dizer que para resolver os problemas da terceira idade propunha umas matines na sociedade com “chazinho e torradas” de cortesia.
Para a candidata social-democrata é preciso que Silves “entre na fase adulta e que se encontre de forma a ficar quase independente.” – frase maravilhosa esta! Temos aos comandos do nosso concelho alguém que ambiciona tornar-nos “quase independentes”, por certo anda aqui muita influência de Alberto João Jardim.  Em pleno século XXI, e na Europa, a professora de geografia continua a reivindicar ter feito “infra-estruturas como água e saneamento”, coisa que os “sacanas” que estiveram no poder nos dois anteriores mandatos não fizeram. Desgraçados! Mais adiante a actual presidente volta a lamentar-se da sua própria gestão aos dizer “Hoje em dia praticamente não devemos nada a qualquer fornecedor. Temos estado a liquidar a nossa dívida”, onde fica subjacente que algum “malandro” contraiu essas dívidas.
Para terminar deixo-vos os títulos das respectivas entrevistas, também eles reveladores dos dois estilos de fazer política que vão a votos em Outubro: “O povo está comigo” – Lisete Romão; “As contas nunca estiveram tão bem” – Isabel Soares. Política de verdade, na verdadeira acepção da palavra. Silves é de facto um concelho desgraçado, no ano em que seria possível mudar o rumo das coisas aparecem-nos duas candidatas iguais. Como dizia um camarada meu “este ano na hora de votar além da caneta e do boletim de voto vão ter que nos fornecer uns óculos de soldar”.
PS: Uma palavra para o senhor Catatau. A liberdade de expressão tem limites neste blog.

Autoria e outros dados (tags, etc)


25 comentários

Sem imagem de perfil

De Tonnyy a 23.09.2009 às 08:14

Já toda a gente fez as contas e está tudo borrado, com mais 800 votos e a Rosa Palma ganha a Câmara!!! É só ver o historial das autárquicas, está tudo lá desde 1976 a 2005.
Sem imagem de perfil

De Sónia Oliveira a 23.09.2009 às 23:01

Eu percebo que queiras à força que a Rosa ganhe e não é que o concelho ficasse mal servido, não tens de fazer contas de tão para trás, faz somente contas a 2005.

Verás que com um pouco de esforço de cada um de nós poderemos eleger Lisete Romão, essa sim falhou por um triz!

Isto pode até não te cair muito bem, visto teres um problema qualquer com o Dr. Serpa, no entanto ele é o nº 2 e tem como tenho visto, mostra-se preocupado com a vossa terra.

Essa tua luta a favor da Rosa como já disse, conheço e nada tenho contra e até admiro a sua disponibilidade. Penso que não podemos desperdiçar esta oportunidade.

Adversários são todos, no entanto a única que leva vantagem é a que lá está e que utiliza, toda a máquina da Câmara para suavemente fazer a sua campanha.

Até se dá ao luxo de não ter programa, apela sempre ao voto, sem se comprometer com coisa nenhuma.

Depois criticando o programa dos outros e analisando aquilo que se diz por aí fabrica o seu, que raramente cumpre!!!

Faz-se de vitima e critica os seus antecessores, que como "quase" toda a gente sabe não tinham dinheiro para mandar cantar um cego!!!

Com todo o dinheiro disponibilizado para as autarquias e que tem sido esbanjado por estes gestores de meia tijela, que de planeamento percebem muito pouco, somam-se agora as taxas absurdas.

O concelho de Silves não se resume a Messines, dê uma volta por aí e faça uma análise mais credível.


Cumprimentos,

Sónia Oliveira

Sem imagem de perfil

De Chill-out a 24.09.2009 às 00:09

Cara Sónia,

Li o seu comentário e vou tecer algumas considerações.

Quando diz que a Dra. Lisete Romão "falhou por um triz", infelizmente não foi bem assim! A Dra. Lisete ficou a cerca de 2800 votos do PIS! Se acha que isto é um triz, num universo de 4610 votos, que o PS obteve nas últimas autárquicas, então os seus trizes são demasiado amplos.

Relativamente ao Dr. Serpa, é curioso que pense assim. É que nós que cá vivemos nunca lhe notámos semelhante preocupação.

Lembro-me bastante bem da campanha feita pelo PS há 4 anos atrás, e a mensagem que, insistentemente foi passada, foi de que o voto útil sería na Dra. Lisete Romão. Resultado: maioria absoluta do PIS (pela 1ª vez).

Devo igualmente informá-la que a esmagadora maioria dos projectos apresentados pelo PIS nas assembleias municipais foram aprovados com votação favorável (ou abstenção) de elementos do PS.
É que na assembleia, o PIS não está em maioria.

Já agora vou só constatar um facto, a Dra Lisete, em Messines e Silves (são os casos que melhor conheço), não goza de muitas simpatias, o que augura um mau resultado eleitoral. Posto isto deixo ao seu critério descurtinar qual será realmente o voto útil. A não ser que queira dar nova maioria absoluta ao PIS.

Cumps.

Sem imagem de perfil

De Antonio Mendes a 24.09.2009 às 00:17

Cara Sónia Oliveira.
O seu comentário revela O DESESPERO que anda pela candidatura do PS Silves. Nem conseguem provar que são a oposição mais credível. A vossa escolha passeia pateticamente por Messines numa caravana de dois. Porque é uma senhora insuportável para os próprios correligionários..
Lembram-se a cada 4 anos k Messines existe. Passa por cá, a delegada de saúde descobre k o novo jardim não tem segurança (no seu trabalho não faz o trabalho de casa!). Mostra oportunismo para aparecer no Correio da Manhã, mas disso o assunto morre por ai.
Falam as duas (Lisete e Isabel) num jornal e mostram o que vão fazer por Silves e Armação. Esquecem o resto do concelho.. de Messines nem uma linha!
Depois vem em cá, e o sitio de peregrinação escolhido foi a igreja, a ver se enganam as beatas! MAIS DO MESMO não lhe parece? Qual das duas vale mais?
Na C.M. Silves, o PS passa os 4 anos a viabilizar todos os desvarios do PSD.. Esta é k é a VERDADE DA VOSSA POLÍTICA!!
E agora você quer o quê?
Talvez passar uma borracha em tudo isso.. Talvez os Messinenses sejam uns tapadinhos, não é?
Sim pode tirar a carapuça. Você é de Silves, não é! Sabe, cheirou-me.
Em Outubro, você e outros como a sra vão provar o amargo sabor da derrota, para aprenderem k não se faz política afastando-se das necessidades das populações. E porque merecem!

Comentar post





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...