Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...



subscrever feeds



 

Alertado pelo “sempre-alerta” Caos Cosmos estive ontem na sessão de esclarecimento da “Biosolum”, empresa que se propõe levar avante a construção da tal Central que “era de Lamas Residuais mas passou a Resíduos Verdes”, que decorreu na Junta de Freguesia com bastantes fregueses na plateia. Assisti atento à apresentação e, devo dizer-vos, no final fiquei com a clara sensação de que aquele PowerPoint foi “feito por medida” para a ocasião.
A fase das perguntas veio confirmar a minha ideia de que ninguém iria sair dali esclarecido. O facto de o “empreendimento” ter “nascido” Central de Compostagem de Lamas de ETAR e se ter, por obra e graça do Espírito Santo, transformado em Central de Compostagem de Resíduos Verdes feriu de morte a credibilidade daquela empresa. Não sei se por responsabilidade própria ou por impotência… o certo é que agora bem podem jurar o que quiserem que a malta vai sempre desconfiar.
Desculparam-se com a Câmara Municipal e com os meios de comunicação social, que alegadamente (adoro usar esta palavra… sinto-me um Rodrigo Guedes de Carvalho) “mudaram” o nome de "baptismo" e disseram-nos que no alvará pedido constou sempre o mesmo nome, ou seja as “lamas e os resíduos verdes”. Sendo que o alvará prevê as duas situações, e conhecendo o país onde vivemos, a Biosolum há-de poder compostar só resíduos verdes, resíduos verdes e lamas ou só lamas. É aqui que a “porca torce o rabo” e bem podem os senhores engenheiros alertar para a supervisão apertada da CCDR e do Ministério do Ambiente… também o BPN dizia o mesmo em relação ao Banco de Portugal e ao Ministério da Economia e a “brincadeira” já nos custou 4.000 milhões de euros!! Gato escaldado…
Entre a plateia travaram-se algumas batalhas interessantes. Houve quem, ainda com os “cotovelos doridos”, aproveitasse esta questão para atacar politicamente o presidente da junta (a quem agradeço por esta iniciativa) teimando em não entender que essa atitude na actual conjuntura ainda o isola mais!
Pelo meio tivemos uma declamação poética e emocionante … quase um bailado harmonioso em que o “tira os óculos, põe os óculos”, conjugado com a uma entoação solene das palavras provocou arrepios na espinha a muitos presentes e até nos fez esquecer que tinha contribuído, meses antes, para a “complicada” alteração do PDM que nos trouxe este “brinde” para Messines. Provavelmente extenuado com tão profunda actuação este player (que até chegou atrasado) saiu logo de seguida deixando a sessão a meio…
Com o seu estilo irónico e certeiro, um verdadeiro “Pinto da Costa” em potência, houve de seguida quem atirasse farpas e procurasse também marcar a sua posição, tocando na ferida e extrapolando o discurso para outros assuntos capazes de “aglomerar” a plateia… cuidado “altos dirigentes”! É assim que nascem os líderes revolucionários!
Em suma… na minha opinião valeria a pena agendar uma nova sessão e convidar responsáveis pela CCDR e Ministério do Ambiente para perceber o que podem “eles” fazer com aquele alvará na mão e quem nos protege caso se “estiquem” ou não cumpram o combinado. Assim penso que ficaríamos na posse de todos os dados necessários para tomar uma boa decisão. Além disso, politicamente, a posição da Junta de Freguesia e da Câmara Municipal seria inatacável. O progresso implica sempre algum risco… trata-se apenas de limitar esse risco ao máximo. Aguardo os vossos comentários.
Aproveito para vos desejar um bom ano 2010… inclusive ao “Hamlet” que bem merece um ano melhor.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...



subscrever feeds