Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...



subscrever feeds



“… estamos em plena campanha eleitoral.” – Diz Carneiro Jacinto no seu “sítio da Internet”, e diz muito bem. Na verdade apraz-me a ideia de, a 3 anos das eleições, existir toda esta dinâmica em redor do concelho. Nunca tinha visto nada assim.

 

Este “burburinho” em redor da candidatura do jornalista foi capaz de motivar muita gente – eu incluído – a voltar a acreditar em Silves. Já disse várias vezes e torno a dizer: - Esta candidatura agradou-me bastante.

 

Parece-me no entanto que há quem associe esta minha “súbdita vontade” de escrever a uma “colagem” à nova candidatura. Sinto-me lisonjeado porque nem sabia que tinha o “status” para me colar a quem quer que fosse, mas, lamentando a desilusão que possa causar, tenho que vos dizer que não sou “partidário” de Carneiro Jacinto. Além de não o conhecer também não lhe conheço os projectos para o concelho (que, segundo o próprio devem ser “escondidos” para não entregar o “ouro ao bandido”). Logo a única razão para “me colar” seria a “comum” discórdia acerca do rumo do concelho, mas nisso o Dr. Francisco Martins e a Dra. Lisete Romão também estão de acordo “connosco” e, conhecendo-os, teria de os privilegiar.

 

Entendi que tenho que ter cuidado com os comentários que deixo no “blog” do Dr. Carneiro Jacinto porque, além de mal interpretados pelo próprio, constituem factor de “colagem” que não quero. Até já me disseram que “dava a ideia de estar a dar conselhos…”!!! Deus me livre, eu a dar conselhos a Carneiro Jacinto?! Seria quase como um “prego” ensinar um “pato” a nadar! Lamento que haja quem confunda “raciocínio” e “troca de ideias” com “persuasão” e “troca de influências”.

 

Apanhe lá o comboio, caro Dr, e venha “mostrar-nos” de que é capaz. Posso apenas garantir-lhe que, na minha opinião, a sua “coragem” e a boa nova que constituiu o seu aparecimento na cena politica são inquestionáveis, mas – como deve ter presente – não chegam para garantir “adeptos”… pelo menos fiéis!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem o PDF do livro?

  • Anónimo

    mais um profeta da desgraça

  • António Duarte

    Para Marinho Pinto chegar a uns 15% não precisará ...

  • António Duarte

    Fico satisfeito por ver que o rapaz ainda está viv...

  • Raposo

    O que eu gostei mais da entrevista foi de saber a ...



subscrever feeds